No último final de semana, a poodle Docinho, que estava desaparecida há 15 dias, surpreendeu seus tutores ao reaparecer na frente da casa da família em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio.

A cachorrinha andou cerca 14 km até reencontrar a família que a acolheu há nove anos. Ela já sofreu maus-tratos no passado.

Docinho desapareceu no dia 21 de janeiro, no bairro Portinho, em Cabo Frio. A poodle teria se assustado com o barulho de fogos de artifício e corrido para rua. Desde então não foi mais vista.

Os familiares de Docinho criaram uma grande mobilização as redes sociais para tentar encontrá-la. Até um carro de som foi contratado para espalhar entre os moradores da cdade a notícia sobre o desaparecimento da cachorrinha.

Monique e a cachorrinha Docinho após 15 dias de buscas por Cabo Frio, na Região dos Lagos do RIo — Foto: Arquivo pessoal

Monique Victer, tutora da poodle, ficou tão abalada com o desaparecimento da cachorrinha que emagreceu seis quilos. Sua filha de 3 anos, Maria Cândida, teve que ser levada para a casa dos avós, justamente em Arraial do Cabo, para que não ficasse a todo momento se lembrando de Docinho.

Felizmente, o inesperado aconteceu na noite de sábado, dia 5. Monique estava chegando na casa da mãe, aproximadamente às 23h50, quando encontrou Docinho esperando na calçada.

“Olhei pra calçada e Docinho estava lá. Liguei o pisca-alerta do carro, pedi para o carro de trás passar. Desci, cai na rua e fui engatinhando até ela, e chamando: ‘Docinho, Docinho!’. Minha mãe abriu o portão e começou a chorar, minha filha chorando. Docinho que nos achou!”, disse Monique Victer ao g1.

O percurso realizado por Docinho até sua casa dá, pelo menos, 14 quilômetros, mas isso se ela fosse direto. Docinho foi vista, logo depois que desapareceu, perdida, em vários bairros de Cabo Frio.

O trajeto feito por docinho foi de pelo menos 14 quilômetros, entre Cabo Frio e Arraial do Cabo — Foto: Google Maps

A poodle, que tem problemas cardíacos, foi encontrada fraca, com baixo peso e com as patas machucadas. Ela já recebeu todo o carinho e cuidado da sua família e foi medicada.

Após 15 dias perdida, Docinho se recupera em casa, em Cabo Frio — Foto: Arquivo pessoal

***
Redação Conti Outra, com informações de Multiplix e g1.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.