Bitucas não são sementes! Campanha visa conscientizar fumantes a não jogarem cigarro no chão

A ação é mais uma tentativa de evitar o microlixo gerado na região, que tanto ameaça a biodiversidade local.

CONTI outra

Porto Belo, no litoral de Santa Catarina, destaca-se por sua beleza natural e rica biodiversidade. Tamanha riqueza, no entanto, está ameaçada pela falta de educação dos turistas que visitam a região.

Na tentativa de conscientizá-los, a Ilha de Porto Belo lançou a campanha Bitucas Não São Sementes. A ação é mais uma tentativa de evitar o microlixo gerado na região, que tanto ameaça a biodiversidade local. Segundo dados da equipe de preservação da Ilha, apenas nas três primeiras semanas do ano foram coletados mais de 2,6 mil resíduos descartados incorretamente na região.

A campanha reforça que bitucas, além de prejudicar o meio ambiente — já que levam muitos anos para se decompor e são constantemente ingeridas por animais marinhos —, liberam toxinas na terra que contaminam o solo e a água.

Região é reduto de tartarugas-verde

Segundo o geógrafo Jules Soto, responsável pelo Museu Oceanográfico da Univali, a região do Litoral Centro-Norte de Santa Catarina é reduto de tartarugas-verde. Elas nascem nas ilhas oceânicas e migram para o Sul do Brasil, até próximo a São Paulo. Aqui ela tem uma área de pastagem, já que até os dois anos são somente herbívoras, alimentando-se de algas. Do território catarinense elas vão embora e nunca mais retornam, vão se dispersar para o mundo. “A Ilha de Porto Belo é uma área de pastagem importantíssima. São pouquíssimos lugares no mundo que são como aqui. E o microlixo afeta diretamente estes animais. Recebemos pelo menos quatro por semana, já mortos devido à sujeira”, acentua Soto. Ele ressalta que tartarugas-verde, albatrozes e petréis são os mais afetados.

Para a ação, foram espalhadas mensagens de conscientização ao longo da Ilha e instaladas bituqueiras para recolhimento e descarte adequado dos resíduos. A ilha catarinense vem tentando diminuir a produção de lixo desde 2002. Já foram proibidas na região bebidas em embalagens de vidro, canudos plásticos e até mesmo a venda de cigarros foi suspensa em bares e restaurantes. “São ações do cotidiano que muitas vezes não nos damos conta, mas que causam grande impacto negativo quando praticadas por todos”, aponta Alexandre Stodieck, administrador da Ilha de Porto Belo.

Quando as pessoas vão aprender a jogar lixo no lixo?

Com fragmentos das matérias que você encontra completas em The Greenest Post e Ilha de Porto Belo

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.