Bilhete de menino que caiu de bicicleta e riscou carro viraliza na internet

Mesmo com pouca idade, este menininho deu uma aula de honestidade e responsabilidade ao assumir seu erro e arcar com as consequências dele.

REDAÇÃO CONTI outra

Um menininho de 7 anos viralizou na internet após dar uma verdadeira lição de honestidade e responsabilidade. Ele andava de bicicleta com o pai na rua, quando se desequilibrou e bateu com o guidão em um veículo estacionado. Ao invés de sair do local sem assumir a reponsabilidade pelo ato, como muitas pessoas fariam, o pequeno deixou ao dono do veículo um bilhetinho escrito por ele mesmo, contando o que aconteceu e informando o telefone do pai para que o conserto pudesse ser pago.

O bilhetinho singelo do menino foi postado nas redes sociais pelo dono do veículo, Marcelo Martins, com a seguinte legenda, “Como ficar bravo com essa criança?”. A postagem comoveu muitos internautas, alcançado em pouco tempo mais de 350 mil curtidas e 35 mil compartilhamentos.

Foto: Reprodução/Twitter

O menino que escreveu o bilhete é Benício, de 7 anos. Segundo o pai dele, Marcel Weiss Hoffmann, o garoto não sossegou enquanto não encontrou uma solução para o estrago feito no carro.

“Ele ficou muito incomodado, ficou perguntando se ia custar caro. Ele até juntou um trocadinho dele e ficou se lamentando que o dinheirinho dele não ia dar para pagar”, lembrou o pai.

O proprietário do veículo, no entanto, afirmou que nem notou o risco na lataria quando viu o bilhete.

“Eu procurei de todos os lados, meu carro estava meio sujo e nem reparei. Se não fosse o bilhete eu nem tinha notado”, afirmou o dono do carro.

Foto: Reprodução/Twitter

De acordo com Marcelo, o gesto o deixou surpreso. “A gente acha que alguém que bate no seu carro pode sair correndo, ainda mais nesta idade, mas eu achei um gesto de uma doçura, de uma honestidade grande”, disse ele.

Já o pai do Benício afirmou que, apesar da idade do garoto, ficou orgulhoso com a forma como ele encarou a situação.

“Eu fiquei muito orgulhoso, porque a gente tenta educar para isso. Que ele seja responsável pelas ações dele no futuro, que aprenda com os erros”, afirmou o pai.

Benício contou que seu objetivo era consertar o estrago. “Causar o problema e deixar o problema não é bom”, completou o menino.

***

Redação CONTI outra. Com informações de G1

Foto: Reprodução/Twitter

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.