Bebê gorila é criado por tratadores do zoológico enquanto sua mãe está doente. Ele precisa de muito amor!

O pequeno deve ser carregado nos braços constantemente, para simular uma educação natural. Os tratadores usam até coletes especiais, que facilitam o agarre. O pequeno é muito importante!

Ana Carolina Conti Cenciani

O DNA de um gorila é 97-98% idêntico ao de um humano. Não é por acaso que temos muitas coisas em comum. Eles habitam as florestas da África, mas devido ao perigo de extinção, muitos nascem, vivem e morrem em zoológicos de todo o mundo.

E assim foi com esse bebê, que veio ao mundo no Zoológico de Bristol, no Reino Unido. Ele é um filhote saudável e muito delicado, além de tremendamente esperançoso para a espécie.

Infelizmente, a mãe deste bebê relatou problemas de saúde após o parto. A mãe chamada Kala não podia mais cuidar dele e agora uma equipe de cuidadores experientes em mamíferos passou a cuidar do bebê.

Kala está lutando intensamente para se recuperar, como se soubesse que seu filho está esperando por ela. Felizmente, a equipe especializada cuida do seu filho 24 horas por dia.

Eles não o negligenciam nem por um segundo, na verdade ele passa o dia todo nos braços dos cuidadores, alimentando-se e recebendo muito amor.

Bristol Zoo Gardens

“O bebê gorila está sendo criado por uma equipe experiente de cuidadores de mamíferos que estão fazendo o possível para tratá-lo como uma mãe gorila faria, esperando que ele se agarre com força e fazendo vocalizações de gorila para reintrodução no bebê no grupo.”, comentou Treehugger Lynsey Bugg, trabalhadora do zoológico.

Tamanha é a preocupação com o tesouro peludo, que para carregá-lo usam um colete feito de fios especiais, para facilitar o aconchego do bebê. A ideia é imitar o seio da mãe. Eles também o manipulam como uma mãe gorila, imitando os movimentos e mantendo as formas e virando-o de cabeça para baixo.

Bristol Zoo Gardens

Mas o pequeno não está 100% afastado da mãe e da vizinhança. Na verdade, ele tem momentos em que interage com o resto dos gorilas, sendo introduzido no ambiente natural.

O bebê ainda não foi batizado e tem ainda 4 meses restantes para ser criado por humanos, até que sua mamãe esteja saudável. O pequeno está ficando mais forte e maior a cada dia, crescendo constantemente.

Bristol Zoo Gardens

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.