Quando vivenciamos uma grande dificuldade na vida, costumamos buscar força nas mais diversas fontes. Há quem recorra ao carinho e apoio da família e dos amigos mais próximos, há quem encontre conforto ao desbravar toda e qualquer possibilidade de sair daquele problema e há aqueles que se apegam à religião. No caso de Felipe Moreira dos Santos, de 32 anos, a esperança necessária para encarar seu desafio pessoal surgiu de maneira bastante inusitada.

O rapaz, que mora no Guarujá, litoral de São Paulo, estava acompanhando o exame de ultrassonografia de sexto mês do seu primeiro filho, quando percebeu que o bebê estava fazendo um ‘V de vitória’ com a mãozinha dentro do útero. O Ele encarou o gesto do bebê como um sinal divino, pois enfrenta um câncer raro no baço.

Em entrevista para o G1, Felipe contou que há aproximadamente 9 meses descobriu um tumor maligno de 20 centímetros no rim esquerdo e passou por uma cirurgia de emergência para a retirada do órgão. “Antes da cirurgia, pedi para que Deus não me levasse, porque meu sonho é ser pai. Um mês depois da cirurgia, minha mulher ficou grávida e vou ser pai”.

Em um segundo exame para verificar se tinham restado vestígios da doença em seu corpo, Felipe soube que um novo tumor estava alojado em seu baço, e então, seguiu para Barretos (SP), onde iniciou um novo tratamento no Hospital do Amor.

Felipe revelou ainda que nunca tinha conseguido acompanhar a esposa, Camila Ferreira, durante as consultas de pré-natal, devido à quimioterapia, que deixa a imunidade muito baixa. “Dessa vez, ela insistiu para eu ir junto, e falei que não sabia se conseguiria. Na noite anterior, ela me perguntou de novo, mas disse que não sabia como ia acordar. De manhã, me senti um pouco melhor, e decidi ir junto”, diz ele.

Ele falou ainda sobre a surpresa e a aemoção que sentiu ao ver o filho Davi fazendo um sinal de ‘V’ com uma das mãozinhas. “Até a médica falou: ‘olha, ele fez o sinalzinho de vitória com a mão’. Eu fiquei sem acreditar”, afirma. Para Felipe, o gesto do filho é um sinal divino de que vai conseguir superar o tratamento e vencer a doença.

“O filho que eu pedi para Deus foi para superar tudo isso que estou passando. Esse sinal foi para fechar com chave de ouro, para eu ter certeza que vou vencer. Se não tivesse ido, não teria visto isso, porque minha mulher não ia conseguir gravar. Aí, eu vou para o ultrassom e tem um sinal desse, parece que é para a minha fé aumentar. Me dá mais força para poder vencer o câncer. Com certeza, foi um sinal divino”, finaliza.

***
Redação Conti Outra, com informações de G1.
Foto: Arquivo Pessoal/Felipe Moreira dos Santos.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.