Bebê e vovó de 102 anos se recuperam do coronavírus e trazem esperança de dias melhores na Itália

O final feliz destas duas histórias encheu de esperanças os corações do povo italiano, tão castigado nos últimos dias. A esperança há de triunfar!

REDAÇÃO CONTI outra

De boas em boas notícias, vamos fortalecendo nossas esperanças em dias melhores, por isso destacamos hoje duas histórias com final feliz que fizeram muitas pessoas voltarem a sorrir nestes dias tão difíceis: um bebê de apenas 6 meses de vida e uma idosa de 102 anos se recuperaram da covid-19 e já receberam alta do hospital.

A incrível e festejada recuperação do bebê Leonardo fez com que ele ganhasse do prefeito da sua cidade, Corbetta, na região da Lombardia, norte da Itália, o carinhoso título de ‘maravilhoso rosto de esperança’. Já a vovó Italica Grondona foi graciosamente apelidada de Highlander pelos médicos do hospital San Martino, em Gênova. O apelido faz referência ao clássico filme de fantasia lançado em 1986, em que o protagonista é um guerreiro imortal.

O bebê voltou para casa com a família depois de vencer uma dura batalha de 50 dias contra o COVID-19. Na sua volta, o prefeito da cidade o agradeceu por ajudar a animar a região em um momento em que todo o país europeu luta para vencer essa grave ameaça trazida pelo novo coronavírus.

“Hoje temos motivos para sorrir e estarmos felizes, por sentir que fazemos parte de uma comunidade. Hoje, olhamos para a maravilhosa face da esperança. Corbetta dá as boas-vindas ao pequeno Leonardo, que acabou de sair do hospital após derrotar o COVID-19. Muito obrigado Leo, e obrigado a seus pais que nunca desistiram. Eles trouxeram o calor do verão aos corações de todos os cidadãos de Corbetta! Força Corbetta!”, disse o prefeito do município italiano.

Entrevistada pela imprensa local, a mãe do menino relatou: ‘Eu estava muito preocupada, principalmente à noite. Não desejo isso para nenhuma mãe”.

Já a italiana Italica Grondona, de 102 anos, é moradora Gênova, também na região norte da Itália. Sua recuperação é considerada “milagrosa”.

Ao anunciar que a paciente tinha recebido alta, os médicos do hospital San Martino, onde ela estava sendo tratada, disseram: ‘o vírus se rendeu a ela’.

“Nós a apelidamos de ‘Highlander’ – a imortal”, contou à CNN a médica Vera Sicbaldi.

Ela disse que Italica Gorondona ‘representa esperança para todos os idosos que enfrentam essa pandemia.’

***

Redação CONTI outra. Com informações de Só Notícia Boa

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.