Bebê chimpanzé se abraça com um macaco de pelúcia após ser rejeitado pela mãe e encontra uma nova família

Depois de ter sido abandonado por sua mãe, esse pequeno chimpanzé se confortou com o calor de uma pelúcia. Felizmente, a história teve uma reviravolta.

Ana Carolina Conti Cenciani

Os chimpanzés são nossos primos mais próximos, compartilhamos cerca de 98% dos nossos genes. Uma das principais semelhanças que temos com esses primatas é que os bebês chimpanzés, como os humanos, precisam de afeto, cuidado e brincadeiras.

A foto desse bebê chimpanzé viralizou na internet, ele foi abandonado pela mãe em 2019, e encontrou conforto em um macaco de pelúcia, a foto derreteu corações na Internet.

Infelizmente, no mundo animal às vezes as mães abandonam seus filhos e quando isso aconteceu com o bebê Djibril em um zoológico em Málaga, na Espanha, ele teve que aprender a sobreviver por conta própria.

Sua mãe, Kika, que foi resgatada de donos abusivos em um circo, nunca aprendeu nenhuma habilidade materna e deixou seus filhos no nascimento. Os guardiões do zoológico tiveram que encontrar outro chimpanzé que o criasse como seu filhote e lhe desse o que os humanos nunca seriam capazes de dar.

Esta história teve uma reviravolta feliz quando o parque animal BIOPARK Valencia, que garante o bem-estar e conforto dos animais ao proporcionar-lhes ambientes próximos ao seu habitat natural, realojou o pequeno de apenas 16 meses com uma mãe adotiva, chamada Eva.

Djibril foi apresentado ao novo ambiente do BIOPARK Valencia em julho de 2019 e teve que passar por um difícil processo de adaptação. Inicialmente, o plano era ele encontrar uma mãe adotiva em Malin, mas ela também não demonstrou interesse no bebê. Felizmente, Eva, colocou Djibril sob sua proteção, mostrando maternidade e cuidado, apesar de nunca ter tido a experiência com outros filhotes.

O instinto de sobrevivência de Djibril e o instinto maternal de Eva os uniram apesar de todas as probabilidades, e um ano após sua chegada ao parque, Djibril agora pode desfrutar de uma nova família.

O pequeno Djibril desempenha um papel importante para uma espécie dos chimpanzés ocidentais, que são a única subespécie entre os chimpanzés e encontram-se em estado crítico de extinção.

De acordo com o WWF , a espécie está ameaçada de extinção em seu ambiente natural – os chimpanzés já desapareceram completamente de quatro países e estão sob enorme pressão em todos os outros lugares onde vivem. A colaboração entre BIOPARC Fuengirola e Valencia em encontrar para Djibril uma família adotiva contribuirá para a preservação desta subespécie. Assim, o bebê representa esperança para a espécie e todo o ecossistema.

 

 

Créditos das imagens: bioparcvalencia

Com informações de Bored Panda

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.