Junrell Fuentes Revilla dirigia sua motocicleta pelas montanhas de Cebu, nas Filipinas, quando, de repente, um cachorro apareceu do nada e começou a correr atrás dele, latindo alto, segundo o La Stampa.

A princípio o homem pensou que fosse apenas um cachorro incomodado pelo barulho do motor, mas ele logo percebeu que o animal queria “dizer” algo a ele. E o cão não desistiu até que ele parasse.

O cachorro latia sem parar, “como se precisasse dizer alguma coisa desesperadamente”. Junrell parou, acariciou-o e percebeu que queria mostrar algo a ele, levá-lo a algum lugar. Oprimido pela situação, ele o seguiu. O cachorro começou a guiá-lo pela estrada até um aterro sanitário. E lá ele viu “um pacote”. Ao se aproximar, o homem não conseguia acreditar no que via: era um recém-nascido enrolado em uma toalha, ainda vivo.

O menino foi levado para a delegacia de polícia mais próxima: parecia estar bem de saúde, apesar de estar abandonado em um aterro sanitário.

A história se espalhou rapidamente nas redes sociais e vários voluntários saíram em busca do cachorro. Foi assim que descobriram que não se trata de um cão de rua, mas sim de uma grande família que vive nas montanhas.

“A família adora animais e tem mais 4 cães adultos, além de 5 filhotes. o dono do animal disse o seguinte: “Por mais difícil que seja a vida, mesmo que seja pobre, eu alimento todos os meus cães e cuido deles”.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nuevo Periodico.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.