Essa é uma história que nos dá a dimensão da importância de agirmos como comunidade, o que significa muitas vezes ter com os filhos dos outros o mesmo cuidado que teríamos com os nossos próprios filhos. Nesse caso, o olhar atento de uma barista para uma movimentação suspeita envolvendo uma adolescente desconhecida pode ter sido o fator determinante para evitar que a jovem fosse exposta a uma situação de risco que a maioria dos pais sofre só ao imaginar.

Tudo aconteceu em uma cafeteria no Texas (EUA), quando uma funcionária do local viu um homem estranho se aproximar de uma menina que estava sozinha. A barista ficou bastante desconfiada da situação e resolveu não ficar de ‘braços cruzados’. Ela imediatamente escreveu uma mensagem em um copo de chocolate quente e o entregou à garota, sem fazer alarde. O recado da barista era o seguinte: “Você está bem? Quer que intervenhamos?”.

Quem contou a história foi a mãe da menina, Brandy Selim Roberson, em entrevista ao NY Post. De acordo com ela, a filha, de 18 anos, estava estudando no local quando um homem começou a se aproximar. Atenta a situação, a barista lhe entregou um copo, dizendo que alguém havia esquecido de pegar.

As instruções da funcionária à garota eram para que ela tirasse a tampa do copo se estivesse precisando de ajuda. Assim que a adolescente olhou para o balcão, todos os funcionários estavam prontos para intervir. Mas, felizmente, o homem foi embora minutos depois.

A mãe da garota elogiou a atitude da barista e disse: “Isso reafirma a minha fé na humanidade”. Ela ainda explicou que resolveu compartilhar a história para que outras pessoas também se mobilizem para ajudar mulheres em situações de perigo.

***
Redação Conti Outra, com informações de Marie Claire.
Foto destacada: Reprodução Lina Kivaka/Pexels.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.