Bailarina de 99 anos dá aulas de dança a fim de arrecadar doações para enfrentar a Covid-19

A bailarina e patinadora profissional, Dinkie Flowers, arrecadará dinheiro para caridade até completar seus 100 anos. Ela já viajou o mundo e até se apresentou para a família real do Iraque!

Ana Carolina Conti Cenciani

Muitas atividades e passatempos foram sendo estimulados durante a quarentena e o maior tempo livre em casa. Interesses como videogames, culinária, filmes, séries e a realização de atividades físicas em casa foram um sucesso durante todo o ano passado e inicio deste ano.

Muitas pessoas também tiveram que se adaptar ao contexto atual. Entre esses casos está Dinkie Flowers, de 99 anos, que dava aulas de dança em sua garagem três vezes por semana, mas teve que parar um pouco devido à pandemia.

Lesley Tomlinson

Ela é uma ex-dançarina profissional que dança desde os três anos de idade e está em um estado físico que muitos gostariam de ter em sua idade. Dinkie viajou o mundo exibindo sua arte, até mesmo se apresentando para a família real do Iraque, de acordo com a Metro UK.

Lesley Tomlinson

Agora, a senhora voltou às aulas de dança à medida que as medidas de confinamento relaxavam um pouco mais em seu país, após a vacinação em massa. Mas ela queria fazê-las com um significado mais profundo: todo o dinheiro arrecadado por suas aulas dadas a partir de agora serão em benefício do Serviço de Saúde do Reino Unido para enfrentar o COVID-19.

Lesley Tomlinson

E ela estabeleceu uma meta. Ele fará as aulas beneficentes até completar 100 anos e tudo o que arrecadar irá para o serviço de saúde. “Todo mundo me diz: ‘O que você gostaria de fazer se pudesse começar de novo? ‘ Sempre disse que isso é o que eu faria que não mudaria nada “, comentou Dinkie.

Lesley Tomlinson

Uma de suas amigas, Lesley, disse ao Metro UK que “é tão incrível. Não pode haver muitas pessoas com 100 anos de idade e que podem fazer o que ela faz. Ela está no chão, correndo, é incrível. Sua postura é incrível. Ele pode fazer qualquer coisa que eu faço. Ela teve uma vida incrível.”.

Dinkie esteve ligada durante toda a sua vida à dança profissional e à elite dessa arte. E agora, depois de uma vida, quis transformar essa paixão em ajuda para estes tempos difíceis que o mundo todo está vivendo. Um exemplo!

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.