Avó de 58 anos costura fantasias esplêndidas para seus fantásticos cosplays. Confira 30 fotos.

Marina Badianova cria seus adereços e figurinos. Ela obtém seus próprios materiais em lojas de segunda mão e mercados de pulgas. Inspiradora e incrivelmente talentosa!

Ana Carolina Conti Cenciani

A aposentadoria pode se tornar um tanto enfadonha para muitos idosos: não há muito o que fazer e a rotina tende a se tornar repetitiva e entediante. Mas não para Marina Badianova, uma senhora de 58 anos de São Petersburgo, que é muito ativa na criação de seus próprios cosplays, com a ajuda de alguns fotógrafos talentosos. Até agora, ela já fez dezenas de cosplays nos temas de steampunk, história, folclore e contos de fadas, e também revelou que algumas de suas roupas ainda nem foram testadas!

Tudo começou quando ela teve que escolher roupas para a sessão de fotos da filha. Ela gostou muito do processo e começou a se vestir para tais ocasiões. Assim, a elegante senhora certa vez foi para casa com suas roupas estilo boho, e um jovem fotógrafo se aproximou para pedir se podia tirar uma foto dela. Ela estava animada e também apavorada, pois não sabia o que estava fazendo. Então, decidiu adquirir alguma experiência. Marina foi a uma das sessões de fotos e teve sucesso. Desse ponto em diante, ela mergulhou a fundo no hobby.

Isso tudo ocorreu em 2015 e daí em diante, Marina nunca mais parou. Nos últimos seis anos, ela foi uma pirata, uma imperatriz, uma duquesa, uma velha bruxa, uma feiticeira, uma aldeã, uma senhora steampunk durona e muitos outros papéis.

Marina Badianova

Marina cria os adereços e os figurinos. Ela não apenas costura, mas também ensina outras pessoas gratuitamente. Ela obtém seus próprios materiais em lojas de segunda mão e mercados de pulgas. Seu mercado favorito é em Udelnaya, onde ela afirma que você pode encontrar tesouros por um centavo.

Marina Badianova

Marina fez alguns amigos na comunidade cosplay. Ela diz que jovens cosplayers trazem energia positiva para sua vida e dão algumas dicas sobre como posar e outras coisas. Ela está muito feliz que este hobby lhe dê a chance de se socializar com pessoas que apreciam o que ela está fazendo.

Marina Badianova

Durante toda essa jornada, Marina também teve a chance de interpretar em um teatro, ela interpretou uma florista que sempre levava uma cesta de flores com ela e conta que gostou imensamente da experiência.

Marina Badianova

Em suma, o talento e dedicação de Marina mostram que a vida não acaba na idade da aposentadoria. Badianova é um excelente exemplo das alegrias que se pode ter nessa fase da vida. Inspiradora!

Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova
Marina Badianova

 

Mais informações: vk.com
Com informações de Bored Panda

 

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.