Nesta terça-feira (26), a atriz, cantora e poetisa Elisa Lucinda acendeu uma discussão acalorada nas redes sociais ao expor opiniões na caixa de comentários de uma foto postada no Instagram pelo padre Fábio de Melo. Ela disse que não acredita no celibato do religioso.

A polêmica teve início quando Fábio de Melo compartilhou uma foto em que é visto usando roupas descoladas, que diferem bastante do visual apresentado por ele em registros em que usa a batina para uma celebração religiosa. Na legenda do post, ele escreveu o seguinte: “O frango de botas”.

Foi então que a atriz deixou um comentário no post do sacerdote: “Tô te achando muito boy e sedutor. Sou contra o celibato. Com todo respeito que te tenho, não acredito no teu. E concordo. Não deveria ser preciso negar a propria natureza, ser celibatário para ser um padre. Não faz sentido pra mim”, disse Elisa.

A mensagem deixada pelo atriz fez disparar um série de comentários sobre o assunto iniciado por ela. Muitos dos seguidores do padre concordaram com o ponto de vista dela. “Verdade! Nao é padre faz muito tempo.. para alegria de umas…”, comentou uma seguidora. “O ‘pecado’ é presente em cada foto!”, provocou outra. “Antes dele ser padre, ele é Homem. Se veste como tal… passou a época dos padres vestirem preto e longo, ou todo fechado”, ainda escreveu uma terceira.

Mas também houve quem se indignasse com o posicionamento de Elisa Lucinda. “Seu comentário mostra uma total falta de respeito, já que ele é um padre. Você está desacreditando de um juramento sagrado”, opinou um seguidor. “Mas, mulher, que horror. De onde é da sua conta ainda que tivesse algum motivo para esse comentário infeliz. Se trata, amiga! Você está muito pervertida”, escreveu outra seguidora. do padre.

Veja o post que originou toda a polêmica:

***
Redação Conti Outra, com informações de Quem.
Fotos da imagem de capa: Reprodução/Redes Sociais.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.