As crianças não dizem que precisam falar com você, dizem “brinca comigo”

Pensem nisso, seus filhos só precisam brincar um pouco com vocês!

CONTI outra

“Mãe, brinca comigo?”

Aos seis anos, isso não me é mais solicitado. Nós jogamos muitos jogos, videogames e passamos bons momentos juntos fazendo coisas como arte ou leitura.

Mas jogando? Não é uma coisa que eles perguntam muito, quanto mais velhos, eles ganham.

Eu estava bem no meio de uma limpeza quando ela me perguntou se eu podia brincar com ela e eu sabia que tinha que parar o que estava fazendo e dar-lhe a minha atenção.

Porque quando uma criança precisa de você, ela não sai e diz: “Ei mãe, eu preciso falar com você. Eu preciso estar com você. Hoje foi um dia difícil”.

O que eles dizem é :”brinca comigo”.

A primeira vez que vi essa citação de Lawrence Cohen , senti isso. Eu sabia que isso era muito verdadeiro.

Embora eles estejam crescendo e se tornando mais inteligentes a cada dia, eles geralmente não conseguem expressar exatamente como estão se sentindo e quais são suas necessidades. É por isso que crianças com ansiedade não dizem que estão nervosas, dizem “meu estômago está doendo”.

Eles dizem coisas da maneira que eles sabem.

E o fato é, o tempo que eles estão pedindo não é muito.

Eles precisam de atenção total e exclusiva, as vezes, e se concentrar por um curto período de tempo.

Eu sabia que quando minha filha pedisse meu tempo, eu voltaria a terminar minhas tarefas em meia hora.

Ela precisava de mim e não era pedir demais…

Pensem nisso, seus filhos só precisam brincar um pouco com vocês!

***

Texto publicado originalmente em Love and Marriage Blog e livremente traduzido e adaptado pela equipe Resiliência Humana, via Revista Pazes

Imagem meramente ilustrativa: arte de Snezhana Soosh

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.