Artista coloca pessoas de pinturas clássicas em situações cotidianas do mundo atual.

O resultado é muito legal! Ele coloca figuras clássicas em metrôs, mercados, carros e muitos outros lugares habituais para nós, mas bastante incomuns para uma pintura renascentista.

Ana Carolina Conti Cenciani

Alexey Kondakov é um artista ucraniano que insere pessoas da pintura clássica no mundo moderno e seus cenários. Ele coloca figuras clássicas em metrôs, mercados, carros e muitos outros lugares habituais para nós, mas bastante incomuns para pinturas seminuas.

Seu trabalho cria um contraste interessante entre a delicada e expressiva arte renascentista e os cenários às vezes enfadonhos e tediosos da vida cotidiana.

Alexey começou este projeto em 2015 e o nomeou “The Daily Life of Gods” (“O Cotidiano dos Deuses”, em tradução livre). A maioria das fotos foi tirada em Kiev, capital da Ucrânia e a maioria das pinturas clássicas são tiradas do período renascentista. O artista usa o Photoshop para criar essas edições surreais, e devemos dizer que são bastante impressionantes.

Quando Alexey coloca os personagens das pinturas em nossa vida diária, eles parecem perder sua epopeia, elegância e beleza. Aparentemente, o contexto realmente importa neste caso.

alksko.com

Alexey tem 140 mil seguidores em sua conta do Instagram e as pessoas parecem amar o que ele faz. As imagens que ele cria são bastante cômicas por conta do contraste criado nos cenários em que ele coloca as pessoas. Elas parecem estar fora do lugar, perdidas ou confusas. A combinação da vida moderna com pinturas clássicas é bastante hilária e na maioria das vezes identificável.

Em entrevista para o Bored Panda, Alexey conta sobre o que o inspira e leva a criar arte: “Tudo ao meu redor me inspira a criar arte. Se você for atencioso o suficiente consigo mesmo e com o que o cerca, um dia poderá sentir o desejo de compartilhar suas observações.”

alksko.com

O artista conta como começou a criar essas edições únicas: “Fiquei entediado no trabalho, então, quando tive a ideia de colocar arte antiga em paisagens modernas, decidi criá-la para me divertir e compartilhar nas redes sociais”. Alexey captura ele mesmo as fotos que usa, com seu telefone celular. Ele tenta capturar lugares inesperados para tornar as edições mais interessantes.

alksko.com

“Todas as partes da criação são minhas favoritas, mas existem outras partes menos atraentes do processo. O trabalho de um artista inclui muitas tarefas operacionais.”, conta o artista.

alksko.com

“Gosto de ouvir, coletar e tentar misturar música. Basicamente, este projeto ocupa a maior parte do meu tempo, mas vou administrar isso e passar algum tempo em algo diferente, como filmar ou esculpir”, compartilhou Alexey quando questionado sobre seus hobbies.

Alexey conta mais sobre o processo e quanto tempo leva para criar essas edições: “O processo é bastante aleatório, às vezes você encontra a obra de arte antiga certa e vê como é possível transformá-la em uma situação moderna. E, ao mesmo tempo, Posso tirar fotos de lugares de que gosto e imaginar o que pode acontecer lá. A pintura clássica se funde facilmente com o ambiente moderno. A ideia principal é fazer com que pareça real, mas estranha. É difícil contar o tempo total porque às vezes uma ideia aguarda a possibilidade de produzi-lo, assim como histórias sobre a vida noturna só podem ser feitas se eu for a uma boate. Às vezes, posso passar alguns dias apenas cavando obras de arte antigas. Mas, se tenho todas as peças do quebra-cabeça, leva cerca de 2 -3 horas para fazer o Photoshop.”

alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com
alksko.com

Se você gostou do trabalho desse artista super criativo, acesse suas redes sociais para conferir outras de suas obras: Instagram | alksko.com |

 

Com informações de Bored Panda

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.