Depois de uma carreira de 40 anos construindo edifícios corporativos em diferentes partes do mundo, Yasmeen Yari, a primeira arquiteta do Paquistão, decidiu se concentrar no serviço social, construindo abrigos, escolas, centros de saúde e casas para as comunidades mais carentes de seu país.

Durante seu trabalho de arquitetura comercial, Yasmeen e seu marido criaram a Heritage Foundation no Paquistão em 1980 e quando se aposentou da arquiteta em 2000, ela concentrou toda sua atenção em projetos sociais envolvendo pessoas de áreas vulneráveis, para que elas pudessem aprender sobre diferentes metodologias de construção simples e sobre a utilização de ferramentas, para que sejam parte integrante do processo de concepção e construção das suas casas.

Além disso, Yasmeen fez um trabalho magnífico ajudando muitas das mais de 400.000 famílias que foram deslocadas por um terremoto de magnitude 7,6 na escala Richter, que atingiu o Paquistão em 2005. A arquiteta e sua equipe fizeram um treinamento de projeto massivo para que as famílias adquirissem o conhecimento necessário para construir suas próprias casas com materiais que ficaram como entulho após o terremoto, tais como: madeira, lama, cal e pedra, e dessa forma conseguiram reconstruir milhares de casas.

Além disso, Yasmeen ajudou a reabilitar várias aldeias afetadas no Paquistão por meio de treinamento em técnicas tradicionais e sustentáveis ​​de baixo carbono com materiais locais para a construção de abrigos, o que, além de fornecer autonomia, também cria um maior senso de autossuficiência. -estima e orgulho pelas comunidades necessitadas.

Outro aspecto importante dos projetos sociais da Yasmeen é o foco no empoderamento das mulheres. A fundação oferece cursos para promover o desenvolvimento das mulheres dentro de suas comunidades.

Desta forma, a arquiteta paquistanesa mostrou que a metodologia participativa com assessoria técnica é uma excelente forma de ajudar a realizar construções em um ritmo mais rápido, utilizando materiais ideais para áreas rurais e urbanas, como o adobe, bambu, cal e pedras; e eles vem inovado ao usarestruturas flutuantes de bambu que serviram de abrigo durante as enchentes de 2011.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.