Nesta terça-feira (15), foi divulgado o resultado do último paredão do Big Brother Brasil 2022. Disputando contra Gustavo e Pedro Scooby, o participante Vynicius acabou sendo eliminado com 55,87% dos votos.

Como de costume, o eliminado é entrevistado no programa “Mais Você”, apresentado por Ana Maria Braga. E não foi diferente com Vyni, que demonstrou muito carisma e eloquência durante o bate papo matutino.

Foto: Reprodução Globo

Super articulado, o bacharel em direito falou sobre sua experiência na casa, seus erros, sua amizade polêmica com Eliezer, entre outros assuntos. Mas, o que mais chamou atenção foi o modo como Vyni driblou alguns comentários homofóbicos por parte da apresentadora.

Ao questioná-lo sobre sua amizade com Eliezer, Ana Maria utilizou a expressão “preferência sexual”, considerada LGBTQIA+fóbica, já que indica que há uma possibilidade de escolha, e que cada indivíduo tem sua sexualidade desenvolvida com poder de decisão total sobre ela. As palavras corretas para o questionamento seriam orientação sexual.

Mas, Vyni não se abalou com o momento e deu sua resposta de forma tranquila, falando sobre como sua afetividade e empatia acabaram indo longe demais no jogo.

Já quando questionado sobre uma suposta paixão por Eli, Vyni deu risada e explicou sobre a normalização de amizades entre homens gays e heterossexuais. “A forma que a amizade foi caminhando deu uma atrapalhada no meu jogo, porque eu me entrego muito. Eu sou exagerado, intenso demais. Priorizei mais a amizade em si, o próprio Eli, do que o meu jogo. Por isso gerou a interpretação sobre isso. As pessoas podem ser amigas, sendo elas gays ou heteros, homens ou mulheres. É entre pessoas. Nunca foi nada além da amizade. Eu sou muito generoso, acolhedor. Mas tudo tem que ter limite”, explicou.

Foto: Reprodução Globo

Ana Maria Braga também pôs em pauta o fato de Vyni ter contado para sua família sobre sua orientação sexual pouco tempo antes do BBB22. Como o assunto é muito íntimo e Vyni não sabia que isso havia sido divulgado, o brother acabou ficando um pouco desconfortável. Mas, não perdeu sua postura elegante.

Pouco depois, a apresentadora também questionou se Vyni sentiria mais facilidade em se assumir gay após o programa. “A sua condição sexual te dá opção agora que você é conhecido?’, afirmou.

Muito paciente e sensato, o entrevistado deixou claro que não existe tempo certo ou errado de falar sobre sexualidade com a família, e que cada um precisa se assumir (ou não) na hora que quiser. “Tudo diz respeito ao seu próprio tempo. Tem gente que gosta de contar mais novinho, tem gente que prefere contar mais velho, e tem gente que prefere nunca contar. Não existe como julgar, não existe certo ou errado. Eu não demorei a contar, eu acredito que eu falei quando estava preparado. Não queria entrar na casa e sentir que estava faltando com a verdade. Eu fui muito acolhido pela minha família. É isso que vale, amor”, explicou.

Além disso, Vyni finalizou sua fala mandando um recado de acolhimento e empatia para todas as pessoas LGBTQIA+ que sofrem com homofobia e preconceito das próprias famílias. “Se eu puder dar um recado para quem não teve a sorte de ser acolhido, como eu tive, eu nem lhe conheço, mas de alguma forma eu amo você, me conecto com você. Eu sinto o preconceito na pele pela minha cor, meu dialeto, do lugar de onde venho, por ser gay, por ser pobre. Já sofri todo o tipo de violência. Você é amado”.

Mesmo com todas as gafes de Ana, o clima entre a apresentadora e o Vyni continuou muito calmo e positivo. Ao fim da entrevista, o ex-brother fez um repente especial sobre seu momento no ‘Mais Você’, confira:

Com informações de Yahoo

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.