Após a morte de sua esposa, idoso de 75 anos aprende balé e passa em exame.

Bibby agora está praticando para o exame de balé da segunda fase, mas disse que ficou interessado em se apresentar no palco. "Vou continuar até que me colocem em uma cadeira de rodas."

Ana Carolina Conti Cenciani

Bernard Bibby mora em Sittingbourne, na Inglaterra e foi casado com Celia por 55 anos. O casal foi unido pela dança, afinal ambos compartilhavam da mesma paixão pelo dançar e Celia sentia que Bibby era o único homem com qual ela podia realmente se divertir.

Em novembro de 2019, Bibby fez seu primeiro exame após fazer quatro anos de aulas de balé. “Consegui um bronze. Ainda estou um pouco sem palavras. Mais três pontos e poderia ter conseguido uma prata”, contou o senhor surpreso com seu resultado.

Depois de perder a esposa em janeiro de 2015, Bibby disse que a primeira coisa que ele fez foi vender sua televisão para focar em outras formas de divertimento. “Fiz dança de salão e dança latina”, contou.

“Tentei dançar sapateado, mas o professor disse que eu era um inglês típico – rígido e amiláceo e que não tinha remelexo o suficiente”. Bibby contou que o professor disse que ele precisava relaxar e sugeriu balé.

“O balé é bastante tranquilo, e você também precisa aprender francês. É muito divertido”, disse ele. “Eu só queria que mais homens saíssem e fizessem isso. É uma fantástica rotina de exercícios”, completou orgulhoso.

Bibby participa de uma aula semanal na Academia de Artes Cênicas Bridge, em Rochester, dirigida pela professora de balé Clare Wilders.

Clare conta que Bibby traz muita energia e entusiasmo para as aulas e ainda completa: “Estamos realmente orgulhosos dele, é absolutamente incrível. (…) Nós gostamos muito de tê-lo na escola e ele está incentivando outros adultos a se envolverem”.


Bibby agora está praticando para o exame de balé da segunda fase, mas disse que ficou interessado em se apresentar no palco. “Vou continuar até que me colocem em uma cadeira de rodas.”

 

 

Com informações de BBC

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.