Aos 98 anos, gêmeas celebram a vida em ensaio: felicidade é “banho de balde e crochê”

As irmãs, Maria Rita e Maria Ana nasceram em 1920 e até hoje, juntas, esbanjam bom humor, alegria e otimismo. Elas revelaram o segredo da longevidade: as duas nunca deixaram de apreciar as coisas simples da vida.

Ana Carolina Conti Cenciani

Essa dupla inseparável já compartilha a vida há 98 anos. As gêmeas Maria Rita e Maria Ana mostram uma imensa vitalidade ao posarem de mãos dadas e com sorriso aberto no ensaio fotográfico em que celebram a vida. A cada clique, a essência delas foi sendo revelada pela fotógrafa Jaqueline Martins, neta de Maria Rita.

A sessão de fotos ocorreu em Cantagalo, na Região Serrana do Rio, onde as gêmeas nasceram no ano de 1920. Elas esbanjam alegria e simpatia, e em uma conversa com G1, revelaram o segredo da longevidade: as duas nunca deixaram de apreciar as coisas simples da vida.

Enquanto Maria Ana gosta de andar a cavalo e nunca se acostumou com chuveiro elétrico, preferindo até os dias de hoje tomar banho de balde, Maria Rita é apaixonada por agulha e linha, e faz do crochê um passatempo.

Gêmeas de Cantagalo celebram a vida aos 98 anos — Foto: Jaqueline Martins | Arquivo Pessoal

Hoje, as irmãs vivem em municípios diferentes porque moram com os filhos. Maria Ana continua em Cantagalo, mas Maria Rita se mudou para Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Foi em janeiro que elas se reuniram no sítio da família, que fica em Cantagalo, no distrito de São Sebastião do Paraíba e lá, foram recebidas com uma missa de Ação de Graças, depois, posaram para fazer o álbum de fotos.

A neta de Maria Rita, Jaqueline, contou que elas se produziram para o evento e vestiram roupas iguais e bem coloridas para transmitir a alegria que têm de viver. “Foi uma experiência muito legal, as duas riam o tempo todo. São muito alegres, extrovertidas. Elas amaram, faziam poses, verdadeiras modelos”, conta a fotógrafa.

Gêmeas Maria Rita e Maria Ana Passarelo nasceram em 1920 em Cantagalo — Foto: Jaqueline Martins | Arquivo Pessoal

E não foi apenas para este evento especifico que elas se arrumaram, a família conta que, além de terem o mesmo gosto para roupas, que geralmente são parecidas, elas também são extremamente vaidosas, sempre usando acessórios, com as unhas feitas e os cabelos arrumados.

Gêmeas são extremamente vaidosas e não dispensam os acessórios, como cordões e brincos — Foto: Jaqueline Martins | Arquivo Pessoal
Gêmeas esbanjam alegria em ensaio fotográfico — Foto: Jaqueline Martins | Arquivo Pessoal

Maria Ana tem quatro filhos, 12 netos e 11 bisnetos. E sobre sua paixão com os banhos de balde, sua neta Gisely diz que a avó esquenta a água em um canecão todos os dias. “Ela foi acostumada assim”, completa.

Maria Ana com filhos e netos na comemoração dos 98 anos — Foto: Gisely Ramos | Arquivo Pessoal

Maria Ana fala que ainda tem muita coisa para viver. “Quero fazer 100 anos e daí para frente”, disse empolgada ao G1.

Já Maria Rita teve seis filhos, tem 19 netos, 22 bisnetos e 44 tataranetos. Sua filha, Roseli Passarelo, contou a rotina da mãe: “Ela dorme na casa do meu irmão, acorda e vai para a casa dela, se arruma toda e depois vem tomar café comigo, almoça e fica na varanda fazendo seus paninhos de crochê”, disse, acrescentando que as três casas ficam no mesmo terreno.

Crochê é o passatempo de Maria Rita — Foto: Jaqueline Martins | Arquivo Pessoal

Jaqueline acrescenta também que, em Cantagalo, quase todo morador tem um paninho feito pela avó.

Por conta da distância e para diminuir a saudade, as irmãs conversam sempre pelo telefone. Quando estão juntas, contam que gostam de conversar, lembrar do passado e planejar o futuro. Maria Ana ainda dá outro segredo para a longevidade: “Ser contente”; o segredo vem acompanhado de uma gargalhada!

Maria Rita afirma que o segredo da longevidade é ser contente — Foto: Jaqueline Martins | Arquivo Pessoal

 

Com informações de G1

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.