Uma garota canadense de 17 anos foi retirada da saula de aula depois de ser acusada de causar desconforto em sua professora e nos demais alunos por causa do vestido que estava usando.

Ela foi mandada para casa de forma abrupta. O pai da jovem saiu em sua defesa nas redes sociais, dizendo que sua filha usava um vestido que chegava aos joelhos, além de uma longa flanela que cobria os braços e o pescoço.

“Foi dito a Karis que isso poderia deixar os alunos desconfortáveis ​​e também poderia deixar a professora da turma dela desconfortável, pois a lembrava de uma roupa de lingerie. Na verdade, é uma roupa muito modesta quando você olha para ela… Acho que os comentários iniciais foram baseados no fato de que tinha renda.”, disse Christopher Wilson, pai da aluna, à CBC.

No Facebook, o pai preocupado relatou que ficou chateado ao ver que sua filha se sentiu tão incomodada com uma opinião e que lhe foi negada a possibilidade de assistir às aulas como todos os outros alunos. Depois de perguntar como à filha sobre como ela queria lidar com o pcorrido, a jovem chamada Karis apenas disse que não queria que ninguém passasse por uma situação semelhante.

Felizmente, os alunos de sua escola também a apoiaram com a hashtag # I’mwithKaris (Estamos com Karis, em livre tradução do inglês), fizeram uma pequena greve e geraram uma boa reação por parte do diretor e vice-diretor da escola.

Por isso Christopher Wilson resolveu deletar o vídeo em que reclamava pelo Facebook, o que gerou polêmica nas redes. Muitos observaram com preocupação as queixas dele, pois não aceitaram que, em meados de 2021, uma garota fosse julgada pela forma como se vestia.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Foto destacada: TikTok / Christopher Wilson 81.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.