Lai Chi-Wai é um alpinista profissional que há dez anos sofreu um grave acidente que o deixou em uma cadeira de rodas e hoje, ele resgata seu passado.

No último fim de semana, Lai Chi-Wai conseguiu escalar 250 metros da famosa Torre Nina em Hong Kong, usando sua cadeira de rodas. O desafio não foi fácil, pois só tinha os braços para subir, obrigado a carregar o seu próprio peso e o da cadeira. Sua mente era sua maior aliada.

A escalada durou 10 longas horas em um evento que planejava arrecadar o equivalente a US $ 600.000 para pacientes com problemas na medula espinhal. O homem de Hong Kong ficou a 50 metros do topo.

O esforço para se sustentar e escalar era muito, então o corpo fisicamente ficou aquém da determinação para realizar seu sonho. A sobrecarga poderia colocar sua vida em risco, apesar de estar bem preso ao sistema de polias. Mas, após pensar o suficiente e colocar a lógica em jogo, ele contatou a equipe para desistir.

Instagram @Chiwaicia

Mesmo não conseguindo chegar ao topo, um dos objetivos foi concluído: dinheiro suficiente foi arrecadado para ajudar aqueles pacientes que ainda podem ter uma segunda chance, o que animou Lai.

Este evento beneficente foi realizado apenas 10 anos depois que o homem perdeu os movimentos das pernas após um acidente de motocicleta. Desde então, ele prometeu escalar novamente sem deixar que sua condição o limitasse.

Instagram @Chiwaicia

Antes de estar em uma cadeira de rodas, Lai Chi-Wai foi tetracampeão asiático em escalada, terminando em oitavo lugar no mundo.


Chi-Wai garante que não se trata de uma derrota, que a escalada lhe permite sonhar e pelo mesmo motivo continuará praticando esportes. Ele também diz que a escalada o faz “esquecer sua deficiência” e assim ele acredita que nada o limita!

Com informações de UPSOCL

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.