Alguns têm um relacionamento, outros têm um amor

O amor está além de um status no Facebook. O amor requer esforços maiores do que fazer parte dos dias, envolve o esforço emocional da outra pessoa para estar aí, inclusive quando não está – e isso faz toda a diferença. Isto significa conseguir criar um vínculo tão grande que a pessoa se sinta totalmente segura e próxima da outra pessoa, em qualquer circunstância da vida ou distância.

Um relacionamento deveria coexistir junto com o amor, mas o amor nem sempre faz parte de uma relação. Isto acontece porque nos criaram com a ideia de que estar em uma relação por si só, traria felicidade.

É por este motivo que muitas pessoas casam, na busca da tal felicidade, e acabam se frustrando por perceber que a felicidade não estava no ato do casamento em si, pois essa felicidade deveria ter vindo há muito tempo.

Alguns têm um relacionamento, dão bom dia de manhã, almoçam juntos, dizem “te amo”, vão para o cinema, para jantar, vão nos aniversários dos amigos, alguns têm filhos e enfim, passam a vida nessa eterna companhia. Tudo protocolado.

O amor está além de um status no Facebook. O amor requer esforços maiores do que fazer parte dos dias, envolve o esforço emocional da outra pessoa para estar aí, inclusive quando não está – e isso faz toda a diferença. Isto significa conseguir criar um vínculo tão grande que a pessoa se sinta totalmente segura e próxima da outra pessoa, em qualquer circunstância da vida ou distância.

O amor envolve admiração, respeito e compreensão. É saber que o outro pode desabar em algum momento e estar pronto para segurá-la firme quando este momento chegar, ou seja, amor é cuidar de si para poder cuidar do outro também, é uma questão de amor próprio, principalmente.

O amor é ajudar o outro a crescer sempre. A admiração é uma parte essencial, pois apenas quando admiramos o outro, podemos enxergar aquilo de melhor que ela tem, inclusive no seu pior momento. E este tipo de apoio emocional é o que as pessoas buscam em uma relação. Todos entram em uma relação para fortalecer-se emocionalmente, porém, a maioria acaba se desgastando ainda mais e tornando-se mais vulnerável.

Ter um amor é fazer planos juntos, sempre respeitando a felicidade de cada um e se preocupando como cada ação pode atingir o outro. É deixar de falar coisas ou fazer coisas que podem machucar a outra pessoa. É colocar-se no lugar dela, mas não apenas isto, senão preocupar-se em entender exatamente como a outra pessoa entendeu alguma situação.

O amor não é apenas ver o por do sol juntos, compartilhar um chocolate, fazer maratona de filme nos finais de semana e viajar de vez em quando, isto é uma relação. Alguém para dormir nas noites frias, para postar fotos no Facebook, para brigar quando os ânimos se alteram, também é uma relação.

O amor é isto e mais um pouco. O amor é quando você encontra alguém que luta para que dê certo, que é o seu fã número um, que apoia, que busca entender, que prefere o carinho do que a briga. Alguém que o tempo todo te ensina a amar.

É alguém que te torna forte, que nunca te deixa cair, que nunca te abandona, que tenta te acalmar, que tenta te animar, que tenta te transcrever dentro dela mesma, que busca compreender a sua alma. É alguém que te dá tanto, mas tanto amor, que chega a ser impossível duvidar dele.

E a única coisa que te resta quando a encontra, é retribuir.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Francisco Galarreta
"Acredito que todo dia é uma nova oportunidade para aprender algo novo sobre o que sentimos e sobre quem somos. Compartilho todos os meus pensamentos sobre relacionamentos em textos. Gosto de café, mas tenho gastrite. Gosto de gatos, mas tenho alergia. Não gosto de dormir, mas tenho o sono profundo...e o coração leve."