O protagonista desta história é Muthu Murugan, um agricultor indiano de 62 anos que tem um grande carinho pelos pássaros e pela natureza e por isso procura tomar todas as medidas necessárias para que a sua atividade seja o mais respeitosa possível com ou meio Ambiente.

Desde criança, Muthu começou a ajudar no cultivo das terras de sua família, que há muitos anos se dedica à agricultura, cultivando feijão, tomate, abobrinha e outras leguminosas e vegetais. Graças ao seu amor pela natureza, Muthu também começou a plantar árvores em todo o perímetro de sua terra para que os pássaros tivessem onde nidificar.

Além disso, Muthu plantava milheto e sorgo para que os pássaros se alimentassem e, embora sempre os plantasse perto de grandes árvores, com o início da pandemia optou por designar um espaço específico de 2.023 metros quadrados para cultivar esses alimentos exclusivamente para os pássaros, e imediatamente percebeu que mais pássaros começaram a chegar e alguns até são espécies que estão em perigo de extinção.

Em entrevistas à mídia local, Muthu expressou que está muito feliz por poder ajudar alimentando os pássaros e também refletiu que “Quando plantamos algo no solo, interferimos na vida de outras espécies. Eles não sabem que estamos chamando o espaço de ‘nosso’. Quando na verdade, somos nós que ocupamos o seu espaço”, disse o homem.

Muthu contou ainda que não usa agrotóxicos em suas lavouras, nem em seu espaço de milheto e sorgo, e prefere usar esterco de vaca como composto e os irriga com água da chuva. Na época da colheita, Muthu também deixa uma parte de sua produção para que pássaros e outros animais possam se alimentar deles.

Após a divulgação de seu trabalho, Muthu foi aplaudido por internautas e por diferentes organizações, por sua generosidade e exemplo de práticas responsáveis, implementando alternativas para ajudar os animais.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.