A posição em que você dorme diz muitas coisas sobre você. Descubra!

Ainda que nos deitemos de uma certa maneira, nossa posição ao dormir vai mudando de maneira inconsciente e pode revelar muitos dados sobre a nossa personalidade.

Você tem uma posição frequente na qual costuma se manter enquanto dorme?

Não nos referimos à que você adota de maneira consciente no momento de se deitar, mas à que finalmente assume quando o sono vence.

A pergunta vem a calhar, porque sua posição ao dormir diz muito sobre você. Falaremos sobre isso a seguir.

Diga-me como você dorme e lhe direi quem você é

 

Existem muitas pesquisas em relação ao ser humano e ao que ocorre em seu corpo e em sua mente enquanto dorme.

No entanto, o professor Chris Idzikowski dedicou boa parte de seu tempo a estudar a relação existente entre a posição ao dormir e a personalidade.

Idzikowski analisou seis posturas comuns que as pessoas adquirem nessas circunstâncias, e está convencido de que estão associadas a uma determinada forma de ser.

Segundo explica o especialista, ainda que nós tenhamos consciência da linguagem corporal enquanto estamos acordados, outra coisa é analisar o que uma postura adotada de forma inconsciente diz sobre nós.

Dormir em posição fetal

 

De acordo com a pesquisa de Idzikowski, cerca de 41% das pessoas dormem como se fossem um bebê dentro da barriga de sua mãe. Essa postura fetal é adotada por metade das mulheres.

Ao se deitar de lado, com as extremidades tanto inferiores quanto superiores encolhidas, as pessoas buscam, de maneira inconsciente, se sentir protegidas.

Ainda que, quando estão acordados, mostrem-se diante do mundo como seguros e fortes, na realidade são seres sensíveis e vulneráveis.

Assim, a suposta firmeza de personalidade que manifestam nada mais é do que um tipo de escudo para se proteger.

Postura “tronco”

Cerca de 15% das pessoas dormem como se fossem um tronco. Essa posição consiste em se deitar sobre um dos lados do corpo, com as pernas esticadas e os braços estirados ao lado do corpo.

Essa maneira de dormir parece corresponder a pessoas muito abertas e sociáveis, que podem estar destinadas à liderança. No entanto, às vezes podem ser um pouco crédulas.

De lado, com os braços esticados

 

Por outro lado, 13% dos humanos dormem de lado, com os braços para a frente, formando um ângulo reto com seus corpos.

Nesses casos, podem apresentar uma personalidade parecida com a das pessoas que usam a “modalidade” tronco, mas aqui podemos adicionar algumas doses de astúcia e desconfiança.

São pessoas com uma visão mais crítica e desconfiada das coisas.

De barriga para cima e com o corpo bem esticado

A chamada postura do soldado é aquela adotada pelos que dormem de barriga para cima, com o corpo esticado e os braços grudados no tronco.

Tudo parece indicar que se trata de personalidade que têm como destaque a timidez e a introversão.

Os “soldados” são, então, seres muito reservados que podem fugir de situações turbulentas, e que se apegam às rotinas e normas. Também são muito exigentes consigo mesmos.

Como uma “estrela do mar”

Um seleto grupo de 5% é aquele que, ao deitar, se deita sobre as costas e dobra os braços para cima. Também pode dobrar um pouco as pernas.

Essa posição de “estrela do mar” é a adotada por pessoas altruístas, capazes de ouvir a ajudar o próximo.

De barriga para baixo e abraçando o travesseiro

Também existem os que dormem de barriga para baixo (uns 7%). São aqueles que deitam-se com a boca para baixo na cama, envolvendo o travesseiro nos braços e pondo a cabeça de lado.

Quem dorme assim são pessoas inquietas, com muita energia, nervosas. Além disso, têm uma personalidade que não aceita críticas facilmente.

 

São indivíduos que podem fazer amizade rapidamente. Além disso, são as que evitam ser o centro das atenções, e optam pelo segundo plano em reuniões ou grupos.

Com informações: Melhor com Saúde 

Imagem de capa: Spectral-Design/shutterstock

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.

COMENTÁRIOS