A gente tem que deixar ir quem nunca soube ficar

Nada de ignorar os sinais. Nada de achar que encontrou o cara da sua vida e dar de cara com a parede.

Não, ele não quis saber da mensagem que você mandou pra ele há dois dias. Lembra? Aquela em que você falava da sobremesa que tinha preparado. O bendito doce está intacto na geladeira até agora. A mensagem, o doce, você e sua atenção carinhosa, tudo isso foi propositalmente ignorado por ele. Se ele não for um E.T, e tiver dado um pulinho em Marte, certamente está fazendo pouco caso de você.

Não, ele não está tão ocupado. Os áudios que tem mandado enquanto dirige dizendo que está pra cá e pra lá atrás de emprego não justificam as distâncias que só tem aumentado entre vocês. Ele propositalmente está dirigindo para longe de você.

Não, ele não pretende arrumar a vida para te colocar nela. Ela quer arrumar a vida para fazer caber o maior número de mulheres por lá e você vai ser só mais uma no final da lista de prioridades dele. É por isso que ele esquece de te convidar para as festas de família, para o encontro com os amigos, para os lugares que diz serem especiais para ele. É que você sempre está pronta para o amor. É que você sempre está vestida, trocada, depilada e perfumada para qualquer tantinho de amor que venha dele.

Você não reparou? Ele gosta de balançar a cabeça para parecer gentil, mas ele não se aprofunda em nada e você mergulhou nele de cabeça. Agora a dor que você está sentindo aí é dilacerante.

Sabe aquele filme “Grandes Olhos”? Pois é, assim como a mocinha que se apaixonou por um cara que pintava vazios, esse tipo de homem gosta de encher a nossa vida de vazios. De expectativas. De silêncios. De perguntas sem respostas. Esse tipo de homem finge ser homem, mas é moleque em matéria de amar.

Pare de procurar respostas. Esquece isso de se culpar. Desde o começo ele não tinha intenção de ficar. Se você pudesse esticar o pescoço veria atrás dele uma fila de mulheres decepcionadas. No fundo ele é um equívoco que beija gostoso. E só.

Você quer mesmo gastar com esse cara uma parcela preciosa do seu tempo? Pense bem. Ele é o caminho errado. Aquele que nos aparece em alguma encruzilhada cheia de neblina. Ele é o vampiro que quer te sugar todo sangue em troca de um pouco de lascívia. Ele é como aquelas porcarias que matam nossa fome, mas que depois nos causam vertigens e mal-estar.

Pare. Respire. Acorde, mulher. Saia dessa. Tem que ser muito forte para amar de verdade e essa força você tem de sobra aí. Você tem feito muito esforço pelo homem errado. Só isso. Deixe o celular de canto. Deixe os lugares onde ele sabe que vai te encontrar e vá pra piscina, pra livraria, pra ciclovia. Vá pra vida assim de cara lavada. Enfrente esse medo estarrecedor de ser só você. Vá conhecer o mundo de fora e de dentro. Pendure uma placa de “fechada pra balanço” na porta do quarto e da vida. Vá se apaixonar por outras coisas, por outras pessoas, por outras formas de fazer e viver o mundo.

Tome banho de chuva, banho de cachoeira, banho de amor próprio. Chega de ficar em banho-maria. Durma pelada. Veja filme antigo na TV. Ame essa mulher aí que é linda e corajosa.

Eu sei, na ânsia de amar e admirar a gente acaba amando sapo e admirando porcaria. A gente ouve qualquer coisa tocada por aí e sai falando que encontrou uma oitava sinfonia. Nada disso. Nada de se iludir à toa. Nada de ignorar os sinais. Nada de achar que encontrou o cara da sua vida e dar de cara com a parede.

O segredo de quem ama e se ama é que lá no começo essa gente fecha algumas portas. É que lá no começo essa gente quebra o dedo de quem quer botar o pé e a mão na porta pra não sair. É que essa gente não fica de papinho com quem aparece só quando convém. O segredo do amor que dá certo está na escolha. Se a escolha for certa, então vai ser gostoso demais. Se não for, é hora de deixar ir, sem pesares, quem nunca soube ficar.

***

Acompanhe a autora no Facebook pela sua comunidade Vanelli Doratioto – Alcova Moderna.

Atribuição da imagem: pixabay.com – CC0 Public Domain

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Vanelli Doratioto
Vanelli Doratioto é uma escritora paulista, amante de museus, livros e pinturas que se deixa encantar facilmente pelo que há de mais genuíno nas pessoas. Ela acredita que palavras são mágicas, que através delas pode trazer pessoas, conceitos e lugares para bem pertinho do coração.