A dor da traição segundo as palavras de Flávio Gikovate

A dor que deriva de sermos traídos por alguém que conquistou nossa confiança é das maiores: é inesperada, é receber uma facada pelas costas!

CONTI outra

A dor que deriva de sermos traídos por alguém que conquistou nossa confiança é das maiores: é inesperada, é receber uma facada pelas costas!

Ao sermos traídos por alguém que conquistou nossa confiança, sentimos o desgosto de termos nos enganado e uma enorme dor advinda da decepção.

Há pessoas que têm o dom de se fazer confiáveis sem que, de fato, sejam: ao percebermos que fomos enganados, nos sentimos duplamente magoados.

As decepções mais dolorosas são aquelas que derivam das interações humanas: amigos em quem confiamos e nos desapontam nos fazem sofrer demais.

As decepções aleatórias são as mais fáceis de lidar. Nem sempre lidamos bem com aquelas que derivam dos nossos próprios erros ou fracassos.

Uma importante fonte de decepção deriva de se esperar muito de algo ou alguém: por isso, há quem ache perigoso apostar demais na “esperança”.
___________________________
– Considerações feitas pelo Dr. Flávio em nov/2012 (Twitter): https://bit.ly/2RtOVIv; …; https://bit.ly/2t8De1L
– Livro relacionado: “Ensaios sobre o amor e a solidão”

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.