A corrupção, Hamlet e a felicidade, por Leandro Karnal

Pessoas que acreditam que a corrupção está a cargo de um partido substituíram cultos como do Papai Noel e do coelhinho pelo culto da corrupção isolada.

CONTI outra

“Todo Estado tem algo de podre e quem tem a sensibilidade semelhante à de Hamlet cedo ou tarde vai se rebelar”, assim inicia a fala de Karnal.

Em pouco mais de dois minutos, numa fala cristalina e direta, Leandro Karnal nos faz meditar acerca da corrupção profundamente acerca da origem e das diversas formas da corrupção.

Assistam:


Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.