7 fatos tristes sobre a vida de Christopher Robin, o menino que inspirou o Ursinho Pooh.

A história de Christopher está, de fato, bem longe da magia e alegrias dos contos de seu pai.

Christopher Robin Milne era filho do autor inglês Alan Alexander Milne, também conhecido como A. A. Milne. O autor é responsável pela criação da mundialmente famosa história do Ursinho Pooh e vários outros poemas direcionados ao público infantil.

As histórias foram inspiradas por um urso de pelúcia que era chamado de “Winnie” e nas vivências de seu filho, Christopher. O que acabou tornando Robin conhecido por todos os lugares que ia aos seis anos de idade. E, isso, claramente mexeu muito com a pequena criança.

A história de Christopher está, de fato, bem longe da magia e alegrias dos contos de seu pai.

Hoje, listamos para vocês alguns fatos relacionados a sombria e estranha história que inspirou a criação de uma dos maiores personagens infantis já concebidos. Confira!

1 – Seus pais o vestiam como uma menina

Seus pais queriam ter uma menina. Até mesmo seu nome já havia sido escolhido. A filha dos Milnes se chamaria Rosemary. No entanto, no dia 21 de agosto de 1920, nascia um menino que recebeu o nome de Christopher Robin. Vestidos e cabelos modelados eram comuns durante a infância do garoto.

2 – Seu pai o ignorava

Nos primeiros anos de vida de Christopher a presença de seu pai era quase uma raridade. Suas maiores lembranças de sua infância são de seu pai trabalhando ou viajando. Christopher basicamente foi criado por sua babá e eles nunca se afastavam um do outro. “Algumas pessoas são boas com crianças. Outros não são. É como um presente, ou você tem ou não. Meu pai não era essa pessoa”, disse Robin.

3 – A história era contada por outras pessoas

As histórias que seu pai escreviam, de acordo com Robin, não eram frutos de um momento de interação entre pai e filho. Na verdade sua mãe costumava contar ao pai de Christopher sobre suas peripécias e dessa forma seu pai se inspirava para escrevê-las. O Cristopher nos livros do ursinho Pooh, de acordo com o verdadeiro Christopher, não passava das fantasias criadas no imaginário de seu filho.

4 – Aos 7 anos ele estrelou uma campanha publicitária

 

Cristopher se tornou uma celebridade instantânea pouco tempo depois que os livros de seu pai começaram a chegar nas mãos das crianças no mundo todo. Pessoas de todos os lugares do mundo escreviam cartas e vinham até sua casa visitá-lo. E, dessa forma, ele se tornou a estrela de uma campanha publicitária para promover o livro.

5 – Seu nome lhe causava problemas

Aos 9 anos de idade, Christopher descobriu o quão difícil poderia ser a vida de uma criança famosa. Bullying e até mesmo violência física eram direcionados ao pequeno garoto. Parte disso devido às roupas que seus pais lhe obrigavam a utilizar e também devido a sua fama. Aulas de boxe foram necessários para que o pequeno Christopher pudesse se defender.

6 – Ele cresceu e sua relação com seu pai só piorava

“Eu não fui treinado para nada. Meu nome era famoso em todo o mundo, mas me fez infeliz por minha única característica marcante ser a de que eu era filho do meu pai”, explicou Christopher. Isso trouxe um resultado muito negativo para a relação de pai e filho. “Me pareceu, quase, que meu pai tinha chegado onde estava, por se apoiar em meus ombros infantis. Que ele roubou de mim meu bom nome e me deixou com nada além da fama vazia de ser seu filho.” afirmou Robin.

7 – Sua mãe se recusava a vê-lo

Após uma entrevista onde ele fez duras críticas a seus pais na frente de milhões de espectadores do mundo todo, sua mãe ficou tão chateada que pediu a seus funcionários para que enterrassem a estátua de Christopher para que ela não precisasse olhar mais para a imagem. Após, a morte de A.A. Milne, sua mãe ainda viveu por mais 15 anos e durante este período apenas se encontrou com Christopher uma única vez.

Quando sua mãe já estava bem debilitada, Robin tentou se reaproximar e até mesmo teria implorado para poder ver sua mãe uma última vez antes que ela fizesse sua passagem. No entanto, ela se recusou a recebê-lo.

***

Texto publicado originalmente de MARKO FOWL, publicado no  Listverse . Tradução Jesus Galvão, do Fatos Desconhecidos.

***

Nota da Conti outra: há algumas semana nós publicamos o texto Você sabia? Personagens de ‘Ursinho Pooh’ representam transtornos mentais.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.