Mesmo não sendo especialista, sempre que assisto um filme interessante procuro fazer uma matéria aqui na CONTI outra. Desse modo, procuro enriquecer o olhar dos leitores acrescentar informações, fornecer dicas e ampliar perspectivas para outras pessoas que já viram ou que ainda pretendem ver o filme tenham uma experiência mais completa. Assim aconteceu com o longa espanhol “Legado nos Ossos”, título original “Legado en los huesos” que recentemente foi incluído dentre as produções originais da Netflix.

Baseada, então, na minha percepção e em críticas dos sites Omelete e Observatório do Cinema, listo abaixo algumas curiosidades e informações relevantes sobre o filme.

1- Lançado em 2019, o longa foi baseado nos livros de Dolores Redondo, escritora espanhola de romances noir, e é uma sequência do filme O Guardião Invisível (que também está na Netflix). Assim, a minha primeira dica é que você assista, caso ainda não tenha assistido, O Guardião Invisível antes de ver “Legado nos Ossos”. Quem sabe daí já não nasce uma bela maratona, né.

2- O filme, dirigido por Fernando González Molina, tem uma atmosfera pesada que serve muito bem ao clima do suspense.  Embora o enredo dê continuidade ao filme anterior, onde vemos a inspetora Amaia Salazar (Marta Etura) como protagonista na condução das investigações, a sequência oferece um novo mistério ligado a sua cidade natal.

3- A trama oferece menções a igreja e a Opus Dei, temas que sempre despertam o nosso interesse e reforçam o aspecto sombrio do filme. Afinal, os crimes estariam ligados a pessoas genuinamente más, pessoas com problemas psiquiátricos, ou seriam influenciados por forças malignas? E a gente passa o filme querendo saber.

4- O filme, como bem dito pelo Bruno Tomé,  “…conta com traços de um crime macabro, mas na maior parte lembra boas histórias de suspense. A própria introdução é extremamente desconexa com os personagens centrais – até que começa a fazer bastante sentido ao longo do caminho.”

5- Curiosidade de ANDRÉ ZULIANI para os fãs da CULTURA POP: “O responsável por viver o legista San Martin é Paco Tous, famoso por interpretar o assaltante Moscou em La Casa de Papel; Francesc Orella, que dá vida ao detetive Fermín Montés, fiel parceiro de Amaia, protagonizou a série Merlí, outra produção espanhola da Netflix. Para os amantes de cinema, o ator argentino Leonardo Sbaraglia, intérprete do juiz Javier, já atuou em filmes como Dor e Glória e Relatos Selvagens, ambos indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro”.

6- De forma geral, o filme vem recebendo críticas positivas e elogiosas tanto pela direção do Fernando González Molina, quanto pela condução do enredo que possui uma trama objetiva, quando pelas reviravoltas e momentos em que os espectadores realmente ficam “sem piscar”.

“Você não pode chamar o filme de chato”, diz a crítica.

Legado nos Ossos está disponível na Netflix. Confira o trailer abaixo:

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







É idealizadora, administradora e responsável editorial do site CONTI outra e de suas redes sociais. Psicóloga com 20 anos de experiência, teve sua trajetória profissional passando por diversas áreas de atuação como educação, clínica (consultório, grupos pré-cirurgia bariátrica e de reeducação alimentar, acompanhamento de pacientes idosos e acamados em projeto da UNIMED), além de recursos humanos e saúde do trabalhador. Teve um programa diário, o CONTI oura, na rádio 94.7 FM de Socorro. Atualmente realiza vídeos, palestras, cursos, entrevistas, e escreve para diversos canais digitais. Sua empresa ainda faz a gestão de sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil. Possui mais de 11 milhões de usuários fidelizados entre seguidores diretos e seguidores dos sites clientes. Também realiza atendimentos psicológicos online e possui um Podcast semanal, ao lado de Felipe Souza, o "Corra, Forrest, corra!" que trata de assuntos da atualidade mesclando-os com dicas de filmes e séries.