Há poucos dias o catálogo da Netflix nos presenteou com “Queen Loretta”, uma minissérie dramática polonesa criada por Árni Ólafur Ásgeirsson, e que, em quatro episódios de uma hora, é capaz de nos proporcionar risos, reflexões e emoção sem deixar de ser leve e divertida.

Nela, somos convidados a adentrar a vida de Sylwester, um conceituado alfaiate que mora há muitos anos em Paris, mas que na verdade é polonês. No momento em que ele faz planos para a sua aposentadoria ele também recebe notícias de uma emergência médica familiar: sua filha precisa de um transplante e ele pode ser compatível. Isso o motiva a retornar à Polônia e se encontrar com a neta Iza, que ainda não conhece, e a filha Wioletta, com quem não tem contato desde que foi embora para França e que nutre muito ressentimento pelo pai. A partir daí a série surpreende e vem deixando uma boa impressão em quem a assiste.

Abaixo, seguem 8 motivos para maratonar e se deliciar com a série:

1- Contrastes

Os contrapontos que aparecem no enredo, além de didáticos, são deliciosos de se observar. Eles aparecem repetidamente nos dois trabalhos de Sylwester, em suas formas de se vestir, nas diferenças culturais presentes entre a cidade de Paris e a cidade polonesa de onde Sylwester veio, em sua figura de profissional recatado e discreto, artista, morador cosmopolita, avô, pai.

2- Emocional sem ser apelativa

Algumas produções recentes que apareceram na Netflix possuem forte apelo emocional, porém, erram a mão nesse quesito e tornam-se apelativas. Quem Loretta, entretanto, possui uma narrativa equilibrada que mescla momentos doces de emoção e cumplicidade entre os personagens com contrapontos mais introspectivos, tudo sem perder a leveza ou tornar-se estereotipada. Quando você menos espera, você assiste ao episódio enquanto sustenta um sorriso leve nos lábios.

3- Estética

A estética aparece nas roupas, nos belos enquadramentos de câmera, na boa escolha de cores, no deslumbrante mundo e cultura das boates e do glamour dos shows com drags. Há um refinamento em toda apresentação inicial, que, inclusive, contrasta com o desdobramento da história até encontrar um equilíbrio.

4- Atuação de Andrzej Seweryn

Aqui apresento as palavras de Marcello Oliveira:

“Outro ponto que faz “Queen Loretta” ser digna de sua atenção é a atuação impecável do ator polonês Andrzej Seweryn. Após ter arrancado lágrimas em suas participações nos filmes “A Lista de Schinder” (1993) e “A Última Família” (2016), o astro se entrega a um personagem cativante e complexo – e a facilidade em que ele transita entre a personalidade de avô amoroso e drag queen é o que sustenta sua boa atuação e o sucesso repentino da série.”

As aparições de Kova Réa, que interpreta uma grande amiga de Sylwester, e incorpora a personagem Corentin, também são belíssimas em seu figurino e shows repletos de caras e bocas.

Queen. © 2022 Netflix, Inc

5- Redenção

Muitas vezes, para viver da forma sonhada, muitas pessoas precisam romper com parte de seus laços e própria história pessoal. Essa cisão, entretanto, fica guardada e nunca deixa de existir. A história de Sylwester, nos permite presenciar um processo de redenção e reencontro consigo mesmo, uma possibilidade de integração de personalidades que antes pareciam impossíveis de conviver. E, esse processo, é simplesmente lindo.

Abaixo, confira o trailer:

Imagens: divulgação Netflix

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







É idealizadora, administradora e responsável editorial do site CONTI outra e de suas redes sociais. Psicóloga com 20 anos de experiência, teve sua trajetória profissional passando por diversas áreas de atuação como educação, clínica (consultório, grupos pré-cirurgia bariátrica e de reeducação alimentar, acompanhamento de pacientes idosos e acamados em projeto da UNIMED), além de recursos humanos e saúde do trabalhador. Teve um programa diário, o CONTI oura, na rádio 94.7 FM de Socorro. Atualmente realiza vídeos, palestras, cursos, entrevistas, e escreve para diversos canais digitais. Sua empresa ainda faz a gestão de sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil. Possui mais de 11 milhões de usuários fidelizados entre seguidores diretos e seguidores dos sites clientes. Também realiza atendimentos psicológicos online e possui um Podcast semanal, ao lado de Felipe Souza, o "Corra, Forrest, corra!" que trata de assuntos da atualidade mesclando-os com dicas de filmes e séries.