5 mentiras que te contaram sobre o “homem ideal”

Se você está lendo este texto, me desculpa, mas precisa saber que ele vai te trazer aquela mesma sensação do dia que te disseram que papai noel e coelhinho da páscoa não existem. Você até já sabia, mas não quis acreditar. Pois então, desculpa, mas também mentiram pra você sobre o homem ideal.

Ana Carolina Faria Bortolo

 

Mentira 1: Se você quer conhecer um homem, veja como ele trata a mãe

Sua mãe já te disse essa, sua avó, suas tias, até mesmo o seu próprio pai. Todos os que você mais ama e confia te deram um conselho que parecia infalível:

– Quando você namorar alguém, veja como ele trata a mãe. Se ele é carinhoso e faz tudo por ela, esse é o marido que ele será para você.

Mentira, minha amiga, me desculpa mas é mentira. Tem gente que trata a mãe bem porque tem dependência emocional, porque é escravo sentimental de um padrão de comportamento que lhe foi ensinado na infância e nem ele se deu conta. Isso cria um monstro que vira um adulto de corpo com idade mental infantil que vai se relacionar por aí.

E ele vai sair arrastando tudo e todas pro fundo do poço, porque quem não aprendeu a pensar não será capaz de sentir. Ele vai saber fazer você se apaixonar, mas não conseguirá sustentar a paixão dentro de si. Ninguém ensinou para ele como era o tal do amor. Quem não tem referência vive a vida sem direção.

Mentira 2: O Príncipe Encantado virá em um cavalo branco

Tantos filmes da Disney contaram pra gente que o amor estava por aí, nos esperando, e que ele chegaria em um cavalo branco, com flores e sorrisos, e te levaria para o seu castelo para que vivêssemos felizes para sempre. Então, quantos cavalos brancos você vê na rua quando sai pra trabalhar? Pois então, se não temos os cavalos, imagina os príncipes.
Na verdade, aquela princesa borralheira, lavando o chão e fadada a ser escrava também já não existe. Ela agora sai pro mundo e luta pela rotina que lhe é de direito, como todo mortal. Príncipes e Princesas caíram por terra. Nunca fomos protagonistas de um conto de fadas, e se esperarmos esse dia chegar, frustrações profundas nos acompanharão.

Mentira 3: Não existe homem fiel

Marque com um “x” qual das afirmações abaixo você já ouviu ao longo da vida:
( ) Não existe homem fiel.
( ) Todo homem trai.
( ) Dar uma escapadinha do relacionamento é saudável.
( ) Homem é assim mesmo.
( ) Homem tem necessidades físicas que a mulher nunca entenderá.
( ) Todas as anteriores

Se você assinalou qualquer uma das opções acima, parabéns, você assimilou e guardou grande parte das porcarias que te falaram em casa e nas mídias.

Isso é tudo bullshit.

O amor entre duas pessoas acontece quando elas se admiram, se respeitam, se gostam, se desejam. Onde há amor genuíno não há espaço para nenhuma das desculpas anteriores.

Quem ama, quem ama mesmo, não precisa ir buscar nada lá fora, porque sabe da magia e da singularidade de um relacionamento baseado na verdade.

Amadurecemos e evoluímos através de relacionamentos íntegros mas, para que isso aconteça, homem e mulher devem fazer a sua parte. A mentira é um veneno que não tem antídoto, e a traição gera traumas importantes no subconsciente dx companheirx. Não gere mais doenças emocionais neste mundo que está começando a se curar da maldade e da indiferença do ser humano.

Seja a mudança, seja sua melhor versão, por si e pelo próximo. Sozinhos vamos mais rápido mas juntos vamos mais longe. Tenha responsabilidade afetiva, eu te imploro. Não machuque mais, aprenda a curar a si e ao próximo. Estamos todos cansados.

Mentira 4: Todo mundo tem sua alma gêmea

Almas gêmeas são raras, mas almas afins temos aos montes. Isso quer dizer que aquele amor avassalador dificilmente está esperando pra tropeçar em você quando for mudar de calçada, mas almas afins que se encontram para determinado processo evolutivo temos aos montes.

Pense: você conhece alguém que tem problemas no relacionamento, mas continua lá?

Somos inexplicavelmente atraídos para os problemas necessários à nossa evolução, e isso significa que ao longo da vida encontraremos muito mais pessoas que despertam em nós sentimentos que precisam ser curados e trabalhados do que pessoas que nos trazem leveza e calmaria. Mar calmo nunca fez bom marinheiro.

Mentira 5: As pessoas mudam por amor

A última mentira se torna verdadeira se mudarmos uma palavrinha: as pessoas mudam no amor. O fato de você amar alguém com todo o seu coração e integridade não quer dizer que será recíproco. O fato de você sentir o amor em profundidade não transforma o amor raso que o outro demonstra por você.

O amor é o sentimento mais puro e lindo que temos a chance de experimentar em nossos corações. Ele muda tudo dentro da gente. Nos transforma em seres empáticos, com mais respeito, com mais cautela, com muito mais afeto. Olha que mudança fantástica ele é capaz de gerar internamente. Internamente. Em você. Não no outro.

É terrível de escrever isso, mas nem todos estão prontos para o amor verdadeiro. A grande maioria dos bilhões de pessoas que habitam a crosta ainda estão engatinhando tentando aplicar a bondade, a caridade, a honestidade, a humildade.

Mas, esse texto não era sobre amor? O que esses sentimentos tem a ver?

Tudo a ver, minha amiga. Para amar você precisa entender que todos esses sentimentos estão interligados no combo do amor, e é por isso que as pessoas mudam no amor. Quem disponibiliza o coração para amar o próximo com verdade e transparência acaba desenvolvendo seu íntimo para todo esse leque de possibilidades que podem tornar um ser humano mais humano.

Temos tanto a aprender, e o amor é uma das melhores e mais importantes escolas nessa trajetória. Quem realmente se disponibiliza a amar em seus relacionamentos já está um passo à frente daqueles que ainda contam qualquer uma dessas cinco mentiras acima. E é assim, humanidade, um passo de cada vez, que vamos caminhando para sermos cada vez melhores, com ou sem par ideal ao nosso lado.

Talvez, se continuarmos em frente, sem querer, esbarremos com alguém que tenha a mesma disposição sentimental que a gente e esteja no mesmo momento de vida. Talvez ele até tenha propósitos de vida parecidos com os nosso devaneios. Talvez também queira dar a volta ao mundo e ajudar as crianças carentes na Indonésia. Talvez também queira ser nômade hoje, mas no fundo procure aquele apartamento com vista para Marginal e pro pôr-do-sol da cidade.

Já pensou? Este sim seria o homem ideal: aquele que te encontra no momento certo e que decide, com seu livre-arbítrio, caminhar de mãos dadas com você, suas qualidades, seus defeitos, as qualidades dele, os defeitos dele, e os sonhos dos dois.

Photo by Joanna Nix on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Faria Bortolo
Turismóloga e Administradora de Novos Negócios por formação. Escritora, pintora e dançarina por vocação. Planejadora de eventos, bartender, agente de viagens e vendedora por profissão. Garçonete de navio por opção. Vi o mundo e voltei, e de todos os rótulos que carrego na bagagem, só um me define bem: sou uma ótima contadora de histórias.