5 comédias da Netflix para ver durante a semana e dormir relaxadinho (a)

Nada melhor para preceder o nosso soninho de beleza que uma comédia bem gostosa. Depois dela, como diz o título da matéria, só resta dormir relaxadinho (a)!

CONTI outra

Trabalhar durante toda a semana não é uma tarefa fácil. Na maioria das vezes chegamos em casa cansados e não temos disposição para pensar muito. Esses, entretanto, são os melhores momentos para consumir um entretenimento de qualidade, mas também leve.

Nada melhor para preceder o nosso soninho de beleza que uma comédia bem gostosa. Depois dela, como diz o título da matéria, só resta dormir relaxadinho (a)!

1- Ele Está de Volta

Setenta anos depois, Adolf Hitler ressurge no mesmo local onde ele se suicidou no final da II Guerra Mundial. Completamente perdido, ele faz amizade com um cinegrafista, que se interessa por sua história, e acaba sendo tomado por um comediante. Apesar de cômico, o filme acende um alerta para tendências totalitárias nas sociedades atuais.

2- Toc Toc

Seis pacientes diagnosticados com Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) esperam para ser atendidos por um renomado psicólogo, que está atrasado devido a problemas com seu voo. Confinados na sala de espera, os seis pacientes acabam dividindo suas vidas e seus toques uns com os outros.

3- Eu Não Sou um Homem Fácil

Após desmaiar com uma pancada na cabeça, um cara bem machista se dá conta de que caiu num universo paralelo onde os papéis de gênero são invertidos, e as mulheres têm o poder. Antes agressor, agora é ele que se vê vítima do sexismo.

4- Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe

Com elenco recheado de estrelas de Hollywood, Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe é um filme que (como já sugere o título em português) trata de conflitos familiares. Um pai distante (Dustin Hoffman) e seus três filhos (Adam Sandler, Elizabeth Marvel e Ben Stiller) acabam se encontrando de forma inusitada quando os filhos decidem fazer uma exposição em homenagem ao pai.

5- Bem-vindo a Marly Gomont

Bem Vindo a Marly Gomont, em 1975, Seyolo Zantoko, médico recém-graduado de Kinshasa (Congo), aproveita a oportunidade e vai trabalhar em uma pequena aldeia francesa. Ao chegarem em Marly-Gomont, Seyolo e sua família ficam desiludidos. As pessoas têm medo, pois nunca viram negros em suas vidas. Mas Seyolo é determinado a vencer suas apostas e vai se esforçar para ganhar a confiança dos moradores.

***
Legendas/imagens: reprodução/divulgação

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.