4 motivos deliciosamente instigantes para ver a Maldição da Mansão Bly

Dificilmente uma série ou filme de suspense me agradam, mas "A Maldição da Mansão Bly" me fisgou desde o primeiro capítulo. Leia o texto e eu te conto porque você também deveria ver.

Josie Conti

Quem acompanha a programação da Netflix certamente já se deparou com um dos maiores sucessos que eles lançaram nos últimos anos: “A Maldição da Residência Hill”. Eu não sei como está na casa de vocês, mas aqui na minha, a série que entrou na plataforma em 2018, ainda continua em destaque na minha tela inicial. Assim, devido a imensa receptividade do público, uma segunda série foi solicitada pela Netflix para Mike Flanagan, o cineasta responsável pela “Mansão Hill”. Eis então que, recentemente, o público foi presenteado com “A Maldição da Mansão Bly”.

As séries, embora possuam algumas similaridades, não são uma sequência! Uma das coisas que mais chama a atenção entre elas, na verdade, é a manutenção de boa parte do elenco.

A lista que trago abaixo visa explorar alguns dos motivos que me mantiveram alerta e atenta a série do começo ao fim. Eu não falarei do enredo em si, pois não acho justo correr o risco de postar qualquer tipo de spoiler sobre uma série de suspense.

Vamos, então, aos motivos!

1- A história possui uma trama bem amarrada e um drama familiar que nos envolve

Eu, confesso, dificilmente sou amarrada por suspenses (embora eu os adore). Digo isso porque ora os acho previsíveis demais, ora muito violentos. A Maldição da Mansão Bly, entretanto, parece trazer a  fórmula perfeita entre suspense e drama. Há beleza e, acredite, até poesia na história que dá vida a trama. Ah, e você ficará apaixonado (a) pelos pensonagens!

2- Existe ambivalência em diversos personagens

Considero cansativos os personagens que sempre são bons ou maus. A Maldição da Mansão Bly também possui esse perfil em algumas atuações, entretanto, a série vai além e enriquece as vidas descritas fazendo com que nos questionemos sobre o rumo que cada personagem terá. Você verá que, durante os 9 episódios da série, serão inúmeros os momentos em que você ficará com “a pulga atrás da orelha”, incomodado e inquieto com a maneira com tudo é conduzido. Isso é uma delícia!

3- A série é mais amarrada na história do que em cenas assustadoras.

Na Maldição da Mansão Bly cada segundo quer dizer alguma coisa. Ela é rica porque não é só uma “história de fantasmas”  uma vez que os personagens, vivos ou mortos, têm um sentido muito rico no enredo todo. Ela conta muito e nos sensibiliza sem precisar de excesso de escuridão ou grandes sustos.

4- Ela é mais do que um suspense e do que uma história de terror

É impossível não amar seus personagens (já disse isso antes e repito aqui) e a maneira como suas histórias vão sendo amarradas até a conclusão que mostra que “A Maldição da Mansão Hill” é muito mais do que um suspense ou mesmo uma história de terror. Entretanto, para comprovar o que eu acabei de dizer, você precisar assisti-la.

Que tal começar ainda hoje?

***

Imagens: reprodução/divulgação

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Josie Conti
É idealizadora, administradora e responsável editorial do site CONTI outra e de suas redes sociais. Psicóloga com 19 anos de experiência, teve sua trajetória profissional passando por diversas áreas de atuação como educação, clínica (consultório, grupos pré-cirurgia bariátrica e de reeducação alimentar, acompanhamento de pacientes idosos e acamados em projeto da UNIMED), além de recursos humanos e saúde do trabalhador. Teve um programa diário, o CONTI oura, na rádio 94.7 FM de Socorro. Atualmente realiza vídeos, palestras, cursos, entrevistas, e escreve para diversos canais digitais. Sua empresa ainda faz a gestão de sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil. Possui mais de 11 milhões de usuários fidelizados entre seguidores diretos e seguidores dos sites clientes. Também realiza atendimentos psicológicos online.