10 passos para terminar um relacionamento

Terminar com uma pessoa querida, namorado, namorada, marido ou esposa, é sem dúvida uma das situações mais estressantes, esgotantes e comoventes sob o ponto de vista emocional.

Entretanto, muitas vezes é preferível terminar a relação, sobretudo se ela é tóxica, a seguir com uma vida de infelicidade e insatisfação, marcada por discussões e conflitos sem fim.

Saber como terminar um relacionamento longo, sem machucar e sem cometer erros graves, permitirá que se possa lidar com a situação e que o processo seja mais fácil de conduzir.

Não é fácil terminar uma relação amorosa (ainda mais se o casal está há anos junto) e comunicar tal decisão à outra pessoa, mas se você se encontra nessa situação, esses 10 passos podem servir como um guia muito útil para enfrentar o problema.

1-Esteja seguro de sua decisão

Antes de decidir sobre algo tão importante, no caso o fim de uma relação, é preciso refletir profundamente sobre o assunto.

Todos os casais passam por fases de crise, e alguns podem sair fortalecidos de tais situações. Considere dialogar com seu par sobre os conflitos existentes, tentando buscar uma solução.

Quando o fizer, fale sobre como você se sente diante de tal fato ou situação, ao invés de falar sobre os fatos em si. Tente escutar o que a outra pessoa tem para dizer sem pensar no que vai responder enquanto a ouve. Procure se colocar no lugar do outro.

Em alguns casos, a terapia de casal pode ajudar a melhorar a comunicação e a superar os conflitos.

Identifique o que você deseja em um companheiro (a) e pense se realmente poderia encontrar o que procura em seu par atual.

Tenha em mente que a paixão sempre acaba, e quando isso ocorre, você começa a ver os defeitos da outra pessoa e aparecem os problemas, mas após esta etapa também pode surgir um amor profundo e maduro.

Não tome a decisão de terminar um relacionamento quando se sentir chateado (a). Esta deve ser uma decisão pensada durante algum tempo, sem estar dominado por emoções como a raiva ou o rancor.

Finalmente, se você já refletiu o bastante, se já se esgotaram os recursos para salvar a relação e os problemas continuam, se você realmente está decidido (a) a pôr um ponto final no relacionamento, então não há nada mais em que pensar, exceto num plano eficaz para que tudo termine da melhor maneira possível, ainda que, certamente, haverá tristeza e dor para ambas as partes.

2-Não destrua a relação antes de termina-la

Agravar os conflitos e as discussões tentando obter mais desculpas para dar fim à relação com seu par atual, ou tentar provocar que seja a outra pessoa quem decida terminar, não é uma boa ideia.

O ciúme, as queixas e as críticas destrutivas seguramente levarão ao fim do relacionamento, entretanto será um caminho imensamente doloroso. Não tente encobrir as suas próprias responsabilidades e culpas lançando-as sobre seu parceiro.

Muitos relacionamentos terminam após um longo processo de agonia. Depois dessa lenta erosão, subitamente um dos membros do casal percebe o quão infeliz se sente.

Por traz dessa situação geralmente há muita negligência, falta de respeito, discussões e reprovações, que se sucederam ao longo do tempo e acabaram por destruir a relação.

Não prolongue essa agonia. Se você realmente quer terminar essa relação, então é hora de lhe por fim definitivamente.

3-Falar pessoalmente e em particular

Sem dúvida alguma, seria um ato de covardia deixar uma pessoa por telefone ou com apenas algumas palavras. Ou, pior ainda, por mensagem de texto, especialmente caso se tratasse de uma relação séria e já com algum tempo de duração.

Terá que comunicar sua decisão pessoalmente (ao menos que tema uma reação violenta por parte da outra pessoa) e num local adequado. Sem dúvida é um dissabor, uma situação muito incômoda, mas é a única forma digna de fazê-lo.

Não é boa ideia que seja na casa de nenhum dos dois, pois poderia resultar numa cena desagradável.

O melhor seria um local público, mas não excessivamente agitado. Se vão ao um restaurante ou barzinho, por exemplo, e a outra pessoa reage mal (o que é esperado), também é possível que se arme uma cena que você desejará esquecer.

Um bom local poderia ser, por exemplo, um lugar mais calmo, como um canto mais reservado em um parque público ou uma praça.

4-Planejar os detalhes

Improvisar neste tipo de situação tampouco é aconselhável. Planeje o local em que o fará e, inclusive, em que momento.

Se o fizer pela manhã, ambos se sentirão mal durante o resto do dia. Talvez depois do encontro terão que trabalhar ou estudar, e as emoção prejudicarão seus rendimentos nestas atividades. É possível que seja melhor faze-lo pela tarde, depois do trabalho.

Terminar numa sexta ou sábado pode ser uma boa opção, pois ambos terão todo o fim de semana para começar a aceitar a nova situação e a processar o luto correspondente.

Tome o cuidado de que não seja em uma data especial, como dias festivos, um aniversário ou dia dos namorados. E, obviamente, não comunique sua decisão num lugar que tenha significado algo importante para o casal, como o local do primeiro beijo ou algo similar.

5-Clareza e honestidade

Segundo um estudo realizado por psicólogos da Universidade do Kansas, a “confrontação aberta” é a maneira menos estressante de terminar um relacionamento.

Dizer claramente à outra pessoa que a relação chegou ao fim, ainda que soe como algo muito negativo, é a melhor opção, porque a mensagem é interiorizada com maior facilidade pelo outro, devido à sua clareza e sinceridade.

Sobretudo, quando transmita sua intenção de terminar a relação de ambos, você deve ser muito claro (a), e sincero (a) sobre suas intenções, se expressando com respeito, sem reprovações, sem culpar a si mesmo nem à outra pessoa pelo rompimento.

Ao mesmo tempo, ponha firmeza em suas palavras e não retroceda em função do sentimento de culpa ou pena. Seguramente a outra pessoa se aborrecerá ou se entristecerá muito e você deve estar preparado (a) para estas reações.

Você pode demonstrar empatia em relação aos sentimentos que está provocando no outro, mas não se desculpe pela decisão tomada.

Tampouco dê à pessoa esperanças de que a separação será só por um tempo, se realmente não acredita que assim seja.

Evite enumerar numa longa lista as razões pelas quais acredita que o relacionamento deve acabar. Vá diretamente ao ponto, diga o motivo geral pelo qual crê que ambos chegaram a esta situação na qual já não podem seguir como um casal, e isso é tudo.

E, por favor, não utilize frases feitas. Elas nunca são sinceras, porque não podem refletir a situação particular de cada um, portanto não diga coisas como “não é você, sou eu” ou “com certeza você vai encontrar alguém especial” ou ainda “podemos ser amigos”.

Isso apenas piorará as coisas, porque não serão palavras honestas.

6-Mantenha a calma

É provável que a outra pessoa reaja demonstrando muita raiva e ira, ou uma profunda tristeza. É possível que durante o encontro, essas emoções se alternem.

Você dever estar preparado para ouvir gritos, acusações ou soluços. Mantenha a calma, procure observar a situação como se fosse alheio a ela e se mantenha atento (a) diante das reações do outro.

Manter-se calmo (a) lhe ajudará a controlar a situação e a terminar o último encontro que vocês terão como casal no momento adequado e da melhor forma possível.

Por exemplo, se o seu ex está furioso (a) e começa a armar um escândalo, poderá lhe dizer “de nada adianta gritar, a decisão já está tomada e não vai mudar, ainda que possamos conversar sobre ela se você se acalmar”.

Porém, obviamente, para poder lidar com este tipo de situação, você mesmo deverá estar calmo (a).

7-Assuma sua parcela de responsabilidade

Não tente culpar a outra pessoa pelo fracasso de ambos como casal. Em uma separação, ambos têm responsabilidades a assumir, sempre.

Ainda que expresse claramente porque tomou a decisão de não seguir com a relação, a responsabilidade será dos dois e, por outro lado, você também é totalmente responsável pela decisão tomada.

Ter isto muito claro também ajudará a não se sentir culpado e a manter-se num estado de calma que lhe permitirá contornar a situação.

8-Não retroceda

Certamente você já soube de alguém que aparentemente estava decidido (a) a deixar seu namorado ou namorada, porém depois do encontro no qual supostamente tudo terminaria, acabou que ambos continuaram juntos, apesar de não parecerem muito felizes.

Isso pode ocorrer se quem deseja terminar o relacionamento se deixa vencer pelos sentimentos de pena ou compaixão pela outra pessoa. A culpa também pode pesar negativamente na balança, nesse sentido.

Por isso, é importante estar muito seguro a respeito da decisão e não voltar atrás, ainda que sinta pena da outra pessoa ou pelo fim de uma relação que talvez em algum momento você tenha imaginado que seria para o resto de sua vida.

Se já havia pensado bem e tomado uma decisão, não permita que a pena prolongue uma situação que só traz infelicidade e insatisfação. Você deve continuar com seu plano, terminar com esse relacionamento amoroso e começar a esquecer para iniciar uma nova etapa.

9-Perdoar-se e perdoar

Como em todos os âmbitos da vida, o fracasso é doloroso. Aceitar que a relação não pode continuar, seja quais sejam os motivos, causará tristeza e lástima a ambas as partes, e provavelmente também, ira e rancor.

Conforme mencionamos anteriormente, ambos têm responsabilidade perante o sucedido, e aceitar ter-se equivocado e que a outra pessoa também se enganou é o primeiro passo para perdoar e assim se libertar da raiva e da dor.

Somos humanos, nos enganamos e temos que nos perdoar para que seja possível dar-nos uma nova oportunidade, não só nas relações amorosas, e sim em todas as esferas da vida.

Aceitar o fato de que errar é humano e poder perdoar o outro por seus equívocos, e a si mesmo pelos erros que possa haver cometido, lhe libertará de muitos sentimentos negativos e lhe ajudará a virar a página e começar uma nova etapa em sua vida.

Pense nisso: as pessoas adotam certas atitudes e tomam determinadas decisões levando em consideração as circunstancias do momento. Mais tarde, talvez sejam capazes de enxergar as coisas a partir de uma nova perspectiva, que antes não existia.

Porém, não podem culpar-se por haver atuado de tal ou qual modo no passado, pois naquele momento simplesmente pensaram que era o melhor, ou simplesmente atuaram conforme aquilo que sentiam naquele instante.

O único que se pode fazer é aceitar as consequências dos erros que se possa ter cometido, perdoar-se e também perdoar a outra pessoa pelas atitudes que podem ter contribuído para que a relação chegasse ao fim (sejam infidelidades, atitudes negativas ou problemas de comportamento).

10-Manter distância

Uma vez que a relação tenha acabado, é preciso manter uma certa distância. Não há sentido em seguir falando sobre as mesmas coisas, por exemplo, sobre as razões que levaram ao rompimento.

Nada de ligações ou mensagens de texto que não sejam estritamente necessárias. Não se preocupe com as atividades da outra pessoa nem permita que seu ex invada sua privacidade, querendo saber o que você faz em cada momento do dia.

Isso é fundamental para que fique bem claro que a relação terminou, que não continuará e que nada pode ser feito a respeito.

Se possuem amigos em comum ou frequentam a mesma academia, por exemplo, tente programar os encontros e horários de tal modo que não tenha chance de se encontrar com a outra pessoa.

Devolvam-se os pertences que tenham ficado na casa de um ou outro (ou de ambos, se viviam juntos) o mais rápido possível para realmente poder iniciar o processo de luto que sucede o fim de um relacionamento amoroso.

Naturalmente, e apesar de ter seguidos todos esses passos, você se sentirá muito entristecido durante alguns dias. Se dê a oportunidade de libertar-se desses sentimentos através do choro, e depois de alguns dias, se sentirá melhor.

E você, como fez para terminar um relacionamento? Sua opinião me interessa. Obrigado!

Referências:

http://www.uncommonhelp.me/articles/ending-a-relationship/.
http://www.professional-counselling.com/how-to-end-a-long-term-relationship.html.
https://www.psychologytoday.com/blog/wander-woman/201207/3-keys-ending-relationship-dignity.
https://www.psychologytoday.com/blog/fulfillment-any-age/201410/whats-the-best-way-you-end-relationship.
http://thinksimplenow.com/relationships/how-to-end-a-relationship/.

Fonte indicada: Lifeder

Imagem de capa: View Apart/shutterstock

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.