10 medidas para saber ADAPTAR-SE quando a vida aperta e te machuca

ÀS VEZES A COISA FICA DIFÍCIL E É PRECISO REPENSAR NOSSAS ESCOLHAS....

CONTI outra

1- Examine seu SENSO DE HUMOR, a fim de determinar como isso lhe servirá. Ele é principalmente um armazém de piadas ou funciona- como deve- para ajudá-lo a perceber os aspectos ridículos da vida e descontrair?

2- ASSUMA A RESPONSABILIDADE POR SUAS EMOÇÕES Quando começar a se irritar , reconheça o fato de que é dono delas. Afaste-se de situações potencialmente hostis que sejam desnecessárias. Quando falar de sua raiva e insatisfação, diga, “Fico irritado quando vejo isso acontecer”, ao invés de ” “Você me deixa furioso quando faz isso”.  Só você pode deixar-se enfurecer.

3- Quando repreender alguém ou EXPRESSAR SUA INSATISFAÇÃO, tente fazê-lo após passar a vontade de brigar ou de se aborrecer . A melhor forma de esclarecer como se sente é quando fala com uma voz normal , sem toda a gesticulação belicosa do corpo. Quando estiver aborrecido, experimente um exercício físico substituto, tal como corrida ou tênis, no qual haja impacto envolvido, a fim de liberar a adrenalina acumulada no sistema. Diga realmente o que pensa, mas fale com a outra pessoa sem atacá-la.

4- Não se ganha uma discussão, apenas se ganha um ACORDO.

5- Encare a MUDANÇA como algo normal. Controle e avalie constantemente a capacidade de mudar de ritmo, de ser flexível, de aceitar novas ideias e novas surpresas e de se adaptar depressa à mudança.

6- Não tome atitudes do tipo “TUDO OU NADA“. Se as coisas não correrem exatamente como planejou , salve uma boa situação Não seja como aquele time vencedor que perde uma partida e acha que toda a temporada foi um total fracasso. Não procure a perfeição irreal nos outros em si mesmo. Isso fará com que nunca confie no próprio desempenho e, seja lá o que fizer, este último raramente corresponderá às expectativas.

7- Deixe que os outros ASSUMAM A RESPONSABILIDADE PELO PRÓPRIO COMPORTAMENTO. Não se empenhe no jogo do falso remorso ou da auto-acusação, quando as pessoas próximas a você causarem efeitos negativos sobre suas vidas. Além do respeito razoável pela lei e pela segurança pessoal, até mesmo seus filhos são responsáveis pelas próprias vidas. Desenvolva a adaptabilidade em casa e no trabalho , de modo que a coragem  e a flexibilidade sejam dois sólidos fatores.

8- Aprenda a dizer “NÃO”, se isto significa “sim, já estou comprometido”. Um dos melhores meios de aliviar o estresse é programar o tempo, de modo que possa, com folga, cumprir os compromissos que assumiu. A atitude de estar sob a “mira de um revólver”  durante todo o tempo é chamado de comportamento do tipo A, que aumenta o risco de doenças cardíacas e outras relacionadas ao estresse. É muito menos doloroso dizer “Não” com antecipação do que admitir mais tarde “lamento, não pude entregar”.

9- SIMPLIFIQUE A VIDA. Livre-se da confusão e das atividades improdutivas. Continue a indagar a si mesmo ao menos uma vez por semana: “Além da rotina normal do trabalho e da agenda diária, qual é a essência da minha vida e no que desejo realmente gastar meu tempo?”

10- Inicie ATIVIDADES RECREATIVAS ESTIMULANTES. Solte papagaio, faça um piquenique, faça um programa diferente com as crianças, vá ao cinema, teatro, . Faça algo que realmente te alegra!!!

***

Por Debis Waitley- adaptado do livro 10 Sementes da Felicidade

Imagem de capa meramente ilustrativa: cena do filme Superação – O Milagre da Fé” (Breakthrough). O filme, baseado em fatos reais, conta a história de uma mãe (Joyce Smith), que une a fé, o amor e a esperança na busca de um milagre e recuperação na vida do filho (John Smith), após um grave acidente que comoveu uma cidade inteira. No pôster aparecem Joyce e John abraçados com a impactante imagem do episódio que mudou as vidas da família Smith para sempre.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.