Vida, dai-me tempo…

Vida, dai-me tempo. Tempo para crescer, para aprender, para fazer, desfazer e refazer.

Vida, dai-me tempo, para amar, para com o fim novamente recomeçar. Dai-me tempo para me firmar, para colocar na vida todos os meus sonhos. Para desistir e novamente acreditar.

Vida, dai-me tempo para esbarrar com o grande amor. Para abrir os olhos e finalmente enxergar. Dai-me tempo para eu tentar, me arrepender, me recriminar, mas finalmente me perdoar.

Dai-me tempo para viajar, por novos caminhos, por novas peles, por outros olhos. Dai-me tempo para amar até doer, para deixar-me amar também. Dai-me tempo para aprender o valor do meu amor e saber quando e como o devo expressar.

Vida, dai-me tempo para ver crescer as mudas e vidas que plantei. Dai-me tempo para ver o sol secar a chuva e a chuva lavar a alma. Dai-me tempo para me aprimorar, para seguir rumo ao que é bom sem culpa, sem medos e receios.

Dai-me tempo para entender o que ainda não entendo, para que eu possa respeitar as épocas de plantio, colheita e podas. Para que eu possa respeitar essa sincronia bonita da natureza, dentro da qual tudo se fortalece, tudo se faz e refaz na hora certa.

Vida, dai-me tempo para reatar laços perdidos, para bem querer os que um dia não me quiseram. Dai-me tempo para me curar das pedradas. Para me recompor dos tombos alçados por pés hostis.

Dai-me tempo, vida, para que eu possa refazer meu sorriso. Para que eu possa me reinventar. Para que eu possa esquecer o que me disseram aqueles que não acreditaram em mim.

Dai-me tempo para transformar o mundo com a minha presença. Dai-me tempo para fazer outros filhos e encontrar os amigos que ainda não conheço. Para amar infindáveis vezes e encontrar no amor o bálsamo para minhas dores. Vida, dai-me tempo para ver os que amo vencer.

Vida, dai-me tempo para eu ser tudo que posso ser, para eu viver tudo que posso viver, para eu realizar tudo que minha capacidade alcançar e ser minha melhor versão, a mais bonita, a mais feliz, a mais amistosa.

Vida, dai-me tempo para que eu, nesse tempo, tudo possa.

Acompanhe a autora no Facebook pela sua comunidade Vanelli Doratioto – Alcova Moderna.

COMPARTILHE
Vanelli Doratioto
Vanelli Doratioto é uma escritora paulista, amante de museus, livros e pinturas que se deixa encantar facilmente pelo que há de mais genuíno nas pessoas. Ela acredita que palavras são mágicas, que através delas pode trazer pessoas, conceitos e lugares para bem pertinho do coração.



COMENTÁRIOS