O presente

Imagem: Olga Danylenko/shutterstock

Minha irmã Lucíola pertence à legião do/s caçadores de caçambas. Também é do clube dos observadores de conteúdos destinados à reciclagem. Segundo ela : As pessoas costumam jogar fora coisas interessantíssimas. Na minha opinião às vezes minha irmã erra feio ao se apaixonar por mesas bambas, cadeiras com pés de ferrugem, abajures improváveis. Já a apelidei Madre Tereza de Calcutá dos Objetos, pois ela acredita que as coisas sofrem com a rejeição e merecem um novo acolhimento. Imagina se livrar de uma imagem de São Jorge só porque ele perdeu a espada, ela se indignou certa vez.

Outro dia, de supetão, Lucíola perguntou por uma palavra que eu tivesse dúvida do significado. Puxei pela memória e lá veio: ambrosia. Ela foi para o quarto e voltou segurando 4 robustos volumes do Dicionário LELLO Universal Luso-Brasileiro, organizado pelo português João Grave (1872-1934) e pelo brasileiro Coelho Neto (1864-1934). Editado e impresso na cidade do Porto, Portugal. Procure aí, ela disse. E orgulhosa acrescentou: Eu achei na lixeira aqui do prédio.

Daí foi orgia para os olhos. O LELLO em questão traz ilustrações, a maioria gravuras, em cada página. Trata-se de um dicionário enciclopédico inspirado no precursor e colega francês Larousse Universal. É o tipo de trabalho que merece o nome de obra, tamanho o esforço de seus criadores, tamanho o prazer de seus leitores. Consultei a palavra ambrosia: Substância deliciosa com que se alimentavam os deuses do Olímpio. Manjar delicado. Tornava imortais aqueles que a absorviam.

Resolvida a palavra, eu e minha irmã passamos à rodada de conjecturas. Por que alguém jogaria na lixeira do prédio a joia rara? Fizemos um brainstorm:1) Porque é uma pessoa burra 2) Porque quer desapegar 3) Porque não tem espaço 4) Porque casou com alguém alérgico a papel velho 5) Porque o dicionário era da mãe que morreu 6) Porque é um gênio que sabe todas as palavras de cor 7) Porque consulta dicionários online mais práticos e imediatos.

Como a vida sempre surpreende é provável que o motivo do descarte não corresponda a nenhuma das alternativas acima. De qualquer forma, para a Lucíola o descartador funcionou como papai noel antecipado ofertando sem custo o belo dicionário. Mas o melhor veio quando eu já estava indo embora. Minha irmã num gesto magnânimo disse: Pode levar. É seu!

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Fernanda Pompeu

Fernanda Pompeu é escritora especializada na produção de textos para a internet. Seu gênero preferencial é a crônica. Ela também ministra aulas, palestras e workshops de escrita criativa e aplicada. Está muito entusiasmada em participar do CONTI outra, artes e afins.


COMENTÁRIOS