O Pequeno Príncipe Preto, por Marcelo Serralva

O PEQUENO PRÍNCIPE PRETO*

O pequeno príncipe chegou
montado em seu cavalo preto.
Preta também era sua cor
cor de menino perfeito.
Mas é claro que alguém estranhou
pois nas histórias que ouvimos
os príncipes tem outra cor
não a cor deste menino.
Ao que o príncipe respondeu:
do lugar de onde venho
os príncipes são todos pretos
os reis, as rainhas, todo o reino.
E aqui, pelo que vejo,
tem tanta gente pretinha!
Vou procurar uma princesa
e fazer dela rainha
Para que um dia as histórias
possam ter cor diferente
Uma cor que também é bela,
uma cor que traduza a gente!

– Marcelo Serralva

*Este poema é parte do projeto Preticências e outras mirabolâncias, que fala da identidade negra para crianças, de forma leve e lúdica. Toda semana são postados poemas, contos e vídeos na página do autor. A ideia é que os poemas sejam compartilhados e usados em sala de aula sem restrições.

 Mari Merlim
Mari Merlim fotografia

“Penso em mais tarde fazer um financiamento coletivo para torná-lo um livro com dvd, que sejam distribuidos gratuitamente a escolas carentes interessadas. Se conseguir finalizar o kit, farei a entrega pessoalmente nas escolas levando também uma roda de música e leitura dos poemas para as próprias crianças”

Marcelo Serralva

 

11200945_687859154670556_5246766137523038034_oMarcelo Serralva é educador musical, compositor e escritor. Possui um trabalho voltado para o público infantil criado há 4 anos. Este trabalho musical começou como Turminha do Tio Marcelo e agora passou a responder pelo seu próprio nome, quando Marcelo começou a dar vazão ao seu lado poético também, criando pequenos poemas lúdicos para crianças. Em seu Canal do Youtube possui cerca de quase 200 vídeos com músicas, atividades e histórias para crianças.

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS