Moça, o amor é para quem ama. Simples assim

Imagem de capa: Olena Andreychuk, Shutterstock

Moça, você precisa entender que do amor não se corre atrás. Ou ele está indo na sua direção, com todo o carinho e intensidade ou sequer teve vontade de permanecer. Não há grandes explicações, moça. É bem simples. Sempre foi. O amor é para quem ama.

Sabe o tempo que você dedicou naqueles beijos? Não se arrependa. Foram toques sinceros e entregues. Deixou ali mais do que os seus lábios, mas inteiros da sua alma. Beijou com graça e excitação. Beijou em todos os encontros e desencontros. Ainda assim, beijou. Tenha certeza que o seu gosto não será esquecido.

Nas vezes que os seus abraços criaram laços, você permitiu o amor fazer morada. Deixou portas e janelas escancaradas para que ele entrasse devagarinho, como quisesse. Foram abraços de respeito e sintonia. Abraços de chegadas e nunca de partidas. Ainda assim, ele também foi embora. Tenha certeza que a sua coragem não será ignorada.

Moça, você precisa entender que nada disso foi em vão. Que apesar do tudo que você foi, algumas vezes, o amor é passado a perna. Não se culpe. Em tempos de desapegos, ainda há quem ache uma boa troca esconder respeito em troca muitos amores.

O amor é para quem ama. Talvez você não perceba o quanto é simples reconhecer isso, entendo. Mas deixe o coração aberto. Deixe essas incertezas e desgostos de lado. Beije-se. Abrace mais de você. Moça, o amor é para quem sabe se amar primeiro.

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS





Guilherme Moreira Jr.
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

COMENTÁRIOS