Meu nome é Lisa: uma filha de 13 anos que cuida da mãe com Alzheimer

“Como uma menina de 13 anos pode lidar com a necessidade de ser a cuidadora da mãe com doença de Alzheimer? Nem sempre o cuidador familiar de um adulto  dependente é alguém que está preparado  para assumir esta função , mas quando se trata de uma criança a situação pode ser ainda mais especial.

Filmado em Pasadena na Califórnia, este curta-metragem de 6 minutos  retrata com grande sensibilidade , um cotidiano  que  pode ser mais  frequente do que se pensa: a necessidade de crianças lidarem com as emoções e a responsabilidade de cuidar de um familiar que apresenta transtornos cognitivos ou comportamentais.  Produzida pelos irmãos Ben e Josh Shelton, a obra foi premiada como o melhor curta do youtube em 2007 e já  teve mais de 3,5 milhões de acessos on line. Também recebeu indicações para premiação em Cannes e  no Chicago Intl. Children’s Film Festival dentre outros.” (Gerentologia em Pauta)

Ficam claros o desgaste frente à repetição, a luta para esclarecer os equivocos, a revolta em cuidar de quem deveria estar cuidando mas, acima de tudo, o zelo e a preocupação de alguém que saber que a pessoa amada precisa de ajuda.

Você achou esse conteúdo relevante? Compartilhe!

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS