Maternidade real: mãe compartilha foto do pós-parto e viraliza na internet

Danielle Haines deu à luz um menino em novembro de 2014. Três dias após o nascimento, estava exausta: não dormia, tinha os olhos inchados, os mamilos sangravam e ela se sentia sozinha sem o marido, que havia voltado a trabalhar naquele dia. Quase um ano depois, ela compartilhou o retrato em seu perfil no Facebook e inspirou várias mulheres a fazerem o mesmo.

Com um depoimento sincero e emocionante, ela relata o amor pelo bebê, a falta do pai da criança, uma mistura de emoções em relação à própria mãe e à sua história pessoal, além dos desconfortos físicos. “Eu estava a ponto de perder a razão”, escreveu.

A foto foi tirada por sua irmã, que a escutou, lhe deu suporte e enxergou ali uma beleza real. O post já teve mais de 20 mil compartilhamentos e abriu o diálogo sobre a realidade do pós-parto. Confira, abaixo, o depoimento na íntegra:

mae-pos-parto
Danielle Haines: honestidade pós-parto (Foto: Reprodução/ Facebook)

“Esta é uma foto minha três dias depois do parto. Eu estava tão crua e tão aberta, eu estava uma bagunça. Eu amava o meu bebê, eu sentia falta do pai dele (ele voltou a trabalhar naquele dia), eu estava brava com a miha mãe, meu coração doía pelo meu irmão porque minha mãe nos deixou e agora eu tinha um menininho que parecia com ele, meus mamilos estavam rachados e sangrando, meu leite estava quase descendo, meu bebê estava ficando realmente com fome, eu estava me sentindo triste porque as pessoas matam bebês, tipo, de propósito, eu não dormia desde o momento em que entrei em trabalho de parto, eu não sabia como tirar meus seios, minha vagina doia porque eu ficava sentada muito tempo enquanto amamentava, eu estava quase enlouquecendo. Katie veio para a minha casa e me alimentou na manhã em que esta foto foi tirada. Ela deveria ter parado ali para me dar almoço. Então uma de minhas sete irmãs veio naquela noite para trazer jantar para a família, Sarah. Sarah tirou esta foto de mim. Ela entrou com a comida e disse: ‘Oi! Como você está?’ Eu disse: ‘Estou uma bagunça’. Conversamos, ela escutou, ela disse, ‘Eu estive bem aí onde você está’. Me ajudou saber que ela ficou louca um dia também!!! Então ela disse: ‘Eu sei que isso pode parecer meio maluco, mas, você tem uma câmera? Você está tão crua e tão bonita’. Estou feliz que ela tenha tirado essa foto. Ela estava apenas planejando deixar a comida. Ela acabou ficando por muito mais tempo. Eu precisava dela. Ela sabia disso. Eu liguei para Rachel, eu precisei dela. Eu precisava dela para amamentar meu bebê, eu precisei de mais ajuda com a alimentação. Eu liguei para Shell. Eu precisava que ele me dissesse que meu bebê estava bem. Este é o pós-parto real, mamães. Aquelas de vocês que passaram por isso antes… poderiam compartilhar o que sentiram imediatamente depois do parto? Eu tive um pós-parto mágico. Não foi fácil, mas tive tanto apoio e fui alimentada e lembrada de que outras mães passaram por essa parte da maternidade antes de mim e de que eu sairia disso bem também”.

Fonte indicada: Revista Crescer

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS