Frieza alguma justifica um coração partido

Não aconteceu como você queria. Um amor que deveria ficar e logo foi embora. É triste. Cansativo até. Mas tão breve perceber que quer arriscar de novo, entregue-se. Seja fogos de artifício para ter o mesmo em troca. Porque frieza alguma justifica um coração partido.

Quem está chegando não pode carregar tristezas de amores passados. Para ser assim, fique na solidão. Aprenda. Amadureça. Pratique autoconhecimento e saboreie quantos momentos forem necessários para que, quando a hora de finalmente conhecer alguém chegar, você saiba quais carinhos despertam aconchegos. Sair entrando de cabeça no primeiro relacionamento após ter o coração partido e oferecer inseguranças, poucos sorrisos e uma mão frouxa, é simplesmente afastar quem escolheu estar com você.

Daí, depois não adianta lamentar e tampouco cobrar. Reciprocidade é um sentimento espontâneo. Você não escolhe como e de que forma ele será manifestado. É egoísmo enxergar o amor com formas próprias.

Portanto, siga. Se não for para ser mais, se não for para estar ali, de querer inteiro, apenas vá. Convoque os seus medos e mágoas e bata um papo com eles antes de permitir-se cativar outra pessoa. Porque, mais uma vez, frieza alguma justifica um coração partido.

Imagem de capa: Depois de Maio (2012) – Dir. Olivier Assayas

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Guilherme Moreira Jr.
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

COMENTÁRIOS