Etapas para pessoas sensitivas se protegerem e viverem melhor

Na perspectiva das ciências do espírito, a razão pela qual você é um empata é porque você está em sintonia com a consciência universal mais do que outras pessoas. Você está tão ligado para o fator de unidade que se conecta a tudo assim como reconhece e projeta suas próprias dores (atuais ou ligadas ás suas histórias do passado) no outro podendo reconhecê-las mais facilmente. Você é o próprio universo que se experimenta através de si mesmo e do outro que é seu espelho e parte do seu próprio ser.

Deixe-me colocar desta forma: Essa pessoa pode ser diferente e você pode sentir que está experimentando a dor fora de si mesmo, mas o que fez você capaz de sentir a experiência de sua dor para começar? Quando você percebe que todos somos um, não há necessidade de separar-se de ninguém. Você começa a amar e curar esse espaço dentro de você e, por sua vez, torna-se imune a sua dor através do amor incondicional, ao invés de apenas sentir a intensidade da sua dor (a memória que você não tenha curado) e afastá-los (empurrar-se mais distante do seu cura). 

O que você empurra para longe em outros você afasta em si mesmo, por isso vou dar-lhe os passos para dar a si mesmo e simultaneamente ao universo, um enorme abraço coletivo em cinco etapas:

Reconhecer a dor dos outros e os momentos em que ela o afeta.

Tomar nota de quando você é capaz de sentir essa dor.

A terceira etapa é quando você sente a dor de outra pessoa e ela o agride. Esse mal estar pode ser uma indicação de um lugar que não está curado dentro de você mesmo. Nesse momento, você deve começar a se perguntar, “Por que isso me faz sentir: mágoa, inveja, raiva, e / ou triste etc?”

O próximo passo é a metamorfose quando é necessário elevar a vibração e olhar profundamente para dentro de si para descobrir como será possível para você se relacionar e sentir essa dor.  

O quarto e último passo é identificar a experiência passada de falsa crença, e em vez de escondê-la ou evitá-la, você deve abraçá-la com o verdadeiro amor incondicional, deve ser sincero consigo mesmo, conhecer sua própria verdade. “Esse momento é quando a cura acontece através do amor e da aceitação. 

Reconhecer, sentir e entender uma dor faz com que ela possa entrar para memória. Entretanto, essa memória não define você agora, não faz de você quem você é. 

Quando esse processo de compreensão acontece,  você se curar, volta a se sentir bem e também pode auxiliar na curar da outra pessoa por ser capaz de lhe oferecer um conselho centrado de como você  se curou. (Mesmo que a cura de cada pessoa seja uma responsabilidade pessoal) Quando você encarnar com amor toda a situação e perceber que você é uma parte de tudo, enquanto, simultaneamente, for capaz de “separar-se” para entender a situação você será capaz de vibrar em frequências diferentes.  Esse é o “escudo” perfeito;)

Você é um ser infinito de luz amorosa intocável. Sua chama vai queimar assim como as fibras.

Este é  o momento, você é uma expressão da perfeição e todas as coisas, todos os confins do universo estão incorporadas em você agora. Você é tudo.

Quando você faz isso, refletindo suas próprias experiências de dor e vendo como a dor do outro influencia nelas. Quando você abraça essa experiência com amor e deixar tudo ir embora dando um significado e construindo uma memória que não mais tem que conduzir seu presente, você encarna sua criança interior limpa, saudável e alegre.

Todo dia é novo.

Toda pessoa deve ser abraçada com amor.

Lembre-se que todos somos um.

Experimente a alegria por estar no momento

Experimente gratidão incondicional, a doação de coração aberto e amor.

Ouça seu coração como uma bússola.

Quando nós curamos a nós mesmos, curaremos os outros.

Por Jocelyn Daher 

Traduzido e livremente adaptado do original: The Spirit Science

Leia também: 30 traços de uma pessoa sensitiva

Você achou esse conteúdo relevante?

Compartilhe!

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS