Carta ao ex-marido

Desde que nos separamos não cozinhei mais com amor e diversão,

Não fiz mais panquecas, nem ovos mexidos para dois,

Ouço músicas que me lembram você,

O que me faz chorar é me lembrar do seu sorriso doce,

Hoje, só hoje, mais de um ano depois, estou do outro lado do oceano a me perguntar se foi a melhor escolha que fiz…

Como tive coragem? Não sei!

Não tive a maturidade de encarar as pessoas diferentes que nos tornamos,

Os desconhecidos não se reconheceram,

Éramos dois estranhos um na frente do outro, um do lado do outro na cama,

Como resgatar a paixão entre eles? A paixão em nome de algo que já foi e que há tempos não é mais? Em nome de algo que estava por vir? A esperança é alcóolatra, diz o Osho, porque ela é viciada em esperar por algo que não virá.

Nós mudamos, todos mudam, tudo muda… A única constante da vida é a sua inconstância e transformação.

Eu escolhi um caminho! Não vejo até agora um meio do caminho entre nossos desejos e anseios.

Mas quero que saiba que sou muito grata a você e que sinto falta da parte de mim que deixei para trás quando existia o nós,

Saudades da menina sonhadora, otimista até o fim, alegre, dançante… Essa mesma menina que vivia a ilusão dos sonhos,e sofria com tantas dores e doenças crônicas da alma…

Você foi o parceiro mais do que  perfeito para a menina que fui! O abraço e o colo mais acolhedores… o olhar mais doce que eu recebi.

Agora, acordei para a mulher que me tornei. Não a conheço muito bem ainda, mas a cada dia que passa nos descobrimos mais e mais.

Já a menina que vivi, para sempre guardarei junto com as saudades de você no meu coração.

COMPARTILHE
Helena Verhagen
Helena é jornalista de formação e escritora por intuição. Nasceu em São Paulo, viajou pelo mundo e agora parou em Lisboa. Em 2015 lançou seu primeiro livro "O Mundo é das Bem-Amadas" que trata sobre o amor próprio e intuição. Vive a vida para contar histórias. Escreve para o seu site, que leva o mesmo nome do livro (www.omundoedasbemamadas.com.br) e outras mídias que abordam sobre o tema autoconhecimento.



COMENTÁRIOS