Carta aberta para minha mãe que é mais do que minha mãe.

 

Oi, mãe.

Mais cedo a senhora ligou e eu disfarcei as preocupações da minha vida adulta, já estou bem parecido contigo. Lembra de quando você segurava a barra do mundo quieta, mantendo o otimismo e nos livrando de todas as preocupações que uma mãe solteira e pobre tem? De repente, me vejo sendo exatamente como você, sem tirar, nem por.

É isso que me dá esperança, mãe. Porque se a forma de encarar as minhas dores é igual a sua, logo minha resistência e coragem pra continuar será a mesma. O brilho dos teus olhos  ainda acende minha vida. É por você que eu enfrento cada hora complicada, sua presença se faz tão grande que minha solidão é sempre acompanhada pela tua graça.

E longe disso, eu não quero te desejar feliz dia das mães. Você é mais do que isso. Tenho em ti, nas tuas palavras, no teu “tudo bem”. Se você não fosse minha mãe, certamente seria minha amiga. Não é o nosso DNA que nos une, são os teus exemplos de vida e de humanidade.

Obrigado por ensinar  que é preciso lutar pelo que se deseja, e por não me abandonar quando eu merecia ou quando era fácil me abandonar.

Para você que é mais do que minha mãe, hoje e sempre, que eu seja mais do que teu filho. Que além dos registros e laços genéticos, eu possa sempre encontrar em você e você encontrar em mim, o que sempre encontrei; bons litros de amor potável pra beber e banhar a alma.

COMPARTILHE
Alan Lima
"Escrevo porque fui alfabetizado um dia. Nada é meu, tudo é aprendido. Sou um autor de textos de todo mundo. O meu texto é pra ser isso, é pra ser teu."Um dos editores do Conti Outra e integrante do fan club de gifs de cachorros.



COMENTÁRIOS