7 informações importantes sobre o trabalho do Psicólogo Clínico

Não é difícil ouvir algumas frases de leigos sobre o trabalho do psicólogo, tais como: “se for para contar meus problemas para alguém prefiro contar para meus amigos numa roda de bar.”; “fazer o quê no psicólogo?”, “terapia é tomar café com minhas amigas”, “Não sou louco, não preciso de terapia”, entre tantas outras frases que nada condiz com o trabalho do psicólogo, seja na clínica, instituição, escola, empresa e todas as outras áreas que a psicologia pode atuar.

Podemos perceber que o trabalho do psicólogo ainda é desconhecido, pois, trata-se de um trabalho abstrato e muitas pessoas que necessitam de tratamento psicológico ainda são resistentes ao tratamento por desconhecerem a importância e o alcance desse trabalho.

Cabe a nós, profissionais da área, explicar e divulgar nossa função para que todos conheçam o funcionamento e processo da psicoterapia, objetivando diminuir preconceitos e propiciar acesso ao tratamento psicológico para quem dele necessite.

Esse texto trata do trabalho do psicólogo clínico e pretende descrever de forma simples e resumida, informações sobre o trabalho realizado na clínica de psicologia.

1- Todo psicólogo trabalha da mesma forma?

Não, pois dentro da psicologia há enfoques diferentes. Há três principais linhas de trabalho: Psicologia Comportamental, Psicologia Humanista e a Psicanálise. Cada teoria tem uma forma diferente de entender a estrutura mental e o funcionamento do indivíduo e a partir dessa compreensão, o profissional trabalhará a queixa de cada paciente.
Cada profissional escolhe seguir uma abordagem da psicologia que mais se identifica e acredita ter maior alcance para tratar seus futuros pacientes.

2-  Quando procurar um psicólogo?

Infelizmente, a maioria das pessoas busca a psicoterapia quando já está em sofrimento há algum tempo, sendo assim, chegam aos consultórios com suas funções mentais quase que despedaçadas, ou seja, já perderam a qualidade de vida.
O ideal é que a pessoa busque ajuda profissional quando sente que seus sintomas estão impactando sua vida e, consequentemente, está acumulando perdas seja no contato afetivo, familiar, social ou profissional.
Os alunos do curso de psicologia também buscam a psicoterapia para trabalhar aspectos importantes de sua personalidade e se familiarizarem com o processo, já que para ser um bom psicólogo é necessário se submeter a psicoterapia, nesses casos, o mais indicado é que o estudante procure um profissional que trabalhe com a abordagem que mais se identifica.
Há ainda um número menor de pessoas que buscam atendimento psicológico para o autoconhecimento e melhorar a forma de agir diante das adversidades da vida.

3- Como funciona a psicoterapia?

O primeiro encontro entre paciente e psicólogo, é chamado de entrevista. Nesse momento, o profissional escutará as queixas apresentadas e o mais indicado é a entrevista aberta, ou seja, o profissional deverá fazer poucas perguntas e garantir que o paciente sinta-se a vontade para expor os motivos que o levaram a buscar tratamento.
O psicólogo poderá realizar algumas entrevistas antes de aceitar trabalhar com o paciente e se for da vontade de ambos, inicia-se o processo terapêutico.
Na maioria das vezes, a psicoterapia acontece semanalmente, sempre no mesmo dia e horário e tem duração de 50 minutos cada sessão. O paciente poderá trazer para o atendimento tanto as angustias atuais, quanto problemas do passado.
O sigilo deve ser assegurado ao paciente desde momento da primeira entrevista.

4- Qual o objetivo da psicoterapia?

É função do psicólogo, ouvir atentamente o conteúdo que o paciente traz aos atendimentos e de acordo com sua abordagem, orientá-lo à respeito do seu funcionamento mental e comportamental, buscando junto com o mesmo, expandir sua consciência à respeito de si mesmo e consequentemente diminuir ou cessar seus sintomas, trazendo alívio ao sofrimento psíquico e proporcionando novas formas de pensar e agir.

5- Como escolher um profissional?

É importante ter indicações de amigos/conhecidos ou outros profissionais da área da saúde que conheça o trabalho do psicólogo.
Caso tenha chegado até a entrevista e ainda tenha dúvidas, vale a pena perguntar sobre a formação, pós-graduações e experiência do profissional.

6- Como saber se o tratamento está funcionando?

Muitas vezes o paciente piora no início do tratamento psicológico, principalmente os que buscam o tratamento depois de algum tempo de sofrimento, pois está remoendo dores e abrindo “feridas”, que não puderam ser esquecidas. Essa confusão e o sofrimento iniciais tendem a diminuir assim que esse conteúdo traumático vai sendo trabalho nas sessões de psicoterapia.
E, ao longo dos atendimentos, o paciente sente-se mais fortalecido e apropria-se melhor das questões que necessitam das suas tomadas de decisões.
O paciente vai se modificando no decorrer do processo psicoterápico, na maioria das vezes, são as pessoas que convivem com ele é que vão percebendo as mudanças, pois pode demandar mais tempo para o paciente se dar conta do seu novo “Eu”.

7- Qual o tempo de duração da psicoterapia?

Normalmente, o processo psicoterapêutico tem duração de médio a longo prazo, mas a duração do tratamento é variável segundo a queixa do paciente e a forma de trabalho do psicólogo, ou seja, a psicoterapia é um trabalho em dupla, onde paciente e psicólogo devem trabalhar juntos. Algumas vezes, podem ser poucos encontros e outras, pode-se demorar anos.
O tempo também deve ser delimitado pelo paciente junto ao psicólogo, pois ele (paciente) deve ser livre para decidir quanto tempo deve, poderá ou conseguirá ficar e cabe ao psicólogo, deixa-lo ir e também, garantir que o acesso ao retorno á psicoterapia fique sempre aberto, caso queira ou necessite voltar.
O bom trabalho psicoterapêutico é aquele que o psicólogo acolhe, identifica a problemática do paciente, compreende o funcionamento do seu aparelho psíquico, e melhora seus recursos internos e feito tudo isso, certamente, o paciente terá um novo olhar sob si mesmo e sob o mundo que o cerca, e poderá seguir sua trajetória na vida e em paz.

COMPARTILHE
Elisangela Siqueira
Psicóloga com especialização em Psiquiatria e Psicologia da Infância e da Adolescência e em Psicoterapia Psicanalítica Breve. Mais de 10 anos de experiência. Atendimentos presenciais e online.



COMENTÁRIOS