5 coisas pelas quais só quem cresceu em uma casa cheia de gente já passou

Por Jaqueline Rodrigues

Viver em uma casa que é o ponto de encontro de toda família, que sempre tem gente saindo e entrando, rindo e conversando em volta da mesa tem suas vantagens. Mas tem também vários imprevistos, ou melhor, várias surpresas diárias que são quase previsíveis. Veja algumas dessas situações em que não dá para escapar.

Quem vive numa grande família sabe o que é:

1. Acordar e ter fila para usar o banheiro.

O melhor é sempre programa o banho para o horário de menos disputa. Pela manhã, se você conseguir lavar o rosto e escovar os dentes a tempo de não perder sua carona ou chegar atrasada na aula, já é uma vitória. Quem vive em uma casa com muitos irmãos sabe que, às vezes, eles resolvem se trancar no banheiro bem na hora que você está mais apurada para usá-lo.

2. Usar apenas roupas e livros herdados.

Famílias de muitos irmãos ou primos têm o costume de fazer a rotação de livros e roupas que deixaram de servir nos mais velhos e podem ter nova utilidade para os mais jovens. Assim, os caçulas da família acabam herdando todas as roupas usadas pelos maiores, e também nunca têm a oportunidade de usar um livro escolar novo, por exemplo.

3. Chegar tarde e ficar sem comida.

Só quem convive com muitas pessoas em casa sabe o que é chegar atrasada em casa e não ter mais nada pronto para comer. Ou então, você chega a tempo de ter a sorte de ficar apenas com a beirada do bolo já sem recheio ou com a “bundinha”, cheia de casca, do pão caseiro.

Só quem tem uma família grande entende o risco de ficar sem comida, caso se atrase
Só quem tem uma família grande entende o risco de ficar sem comida, caso se atrase

4. Conviver com espaços compartilhados.

Dividir o quarto, ter que respeitar o gosto musical do outro, não ser intolerante com ruídos, conversa, risada alta e televisão sempre ligada. Quando há muita gente para se distrair dentro de uma mesma moradia, é necessário ter muito respeito pelo espaço do outro, mesmo que seja restrito e compartilhado.

família grande

5. Sempre ter companhia para tudo.

Isso pode ser bom naquela sexta à noite chuvosa em que você decide abrir um vinho e ver um filme. No entanto, no sábado, quando você pede sua comida favorita por delivery e só queria ficar sozinha, tomando sol ou vendo seu seriado predileto, tem uma fila de esfomeados esperando que você divida o yakisoba em partes iguais.

FONTEBolsa da Mulher
COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS