3 comportamentos dos pais que fazem com que seus filhos chorem secretamente

Por Gary and Joy Lundberg

Via família

Às vezes os pais não percebem o impacto de certos comportamentos sobre seus filhos. Pais amorosos não querem prejudicar seus filhos física ou psicologicamente, mas se você não tomar cuidado, pode acontecer. Essas ações podem fazer com que essas pequenas almas preciosas que você tanto ama chorem no meio da noite, sem o seu conhecimento.

Abaixo, selecionamentos 3 dos 4 tópicos da matéria original.

1. Permitir que seus filhos pequenos vejam notícias angustiantes

As crianças não têm a experiência necessária para processar tragédias relatadas. Tudo se torna muito real, como se tivesse acontecido na casa ao lado ou pudesse acontecer agora mesmo em sua própria casa. Mesmo se pudesse, as criancinhas não devem ser sobrecarregadas com as possibilidades disso. Elas podem ficar extremamente assustadas. Preste atenção no que seus filhos assistem na TV e no que você fala na presença deles.

Uma mulher compartilhou sua experiência de quando era criança. Ela tinha 5 anos quando o único filho de uma família proeminente foi sequestrado. Esse era o tópico de discussão todos os dias em todos os lugares. Porque a criança tinha sido sequestrada em sua própria cama durante a noite. Ela foi para a cama temendo que fosse a próxima, e por muitas noites ela chorou até dormir de medo. Seus pais não tinham ideia da profundidade da sua ansiedade.

Os pequenos muitas vezes não sabem como falar sobre isso. Incentive-os a contar se eles estiverem com medo. Os pais devem ser sensíveis a isso e protegê-los de ser muito expostos a notícias catastróficas.

Uma psicóloga convidada em um programa de entrevistas na TV contou como esta mesma coisa aconteceu com as crianças quando os terroristas atacaram o World Trade Center em 2001. Você deve se lembrar que foi mostrado várias e várias vezes, durante o dia todo por vários dias, até mesmo semanas. Ela explicou que uma criança vendo isso pensa que está acontecendo de novo e de novo, não que seja um relatório repetido daquele mesmo ataque. Elas podem ter medo muito além do que você pode imaginar. Ela advertiu os pais a proteger seus filhos contra esse tipo de notícia.

2. Brigar com seu cônjuge

Às vezes parece que os pais levam a sério o conselho irônico de Phyllis Diller: “Nunca vá para a cama bravo. Fique acordado e brigue.” O que faz você pensar que seus filhos não podem ouvi-lo através das finas paredes de sua casa? Eles podem, e odeiam. Se eles ouvem vocês brigando eles pensam que algo terrível vai acontecer com sua família. Não coloque esse peso sobre eles.

As crianças não conseguem identificar se um argumento barulhento é sério ou não. Tudo soa sério para eles. Acalme-se e converse calmamente e em voz baixa enquanto você discute os problemas com seu cônjuge. Ou, vá para uma caminhada ou passeio de carro onde não há chances das crianças ouvirem seu conflito. Isso não quer dizer que as crianças não devem ouvir seus pais tendo opiniões diferentes e conversando sobre isso. Isso pode ser realmente bom para uma criança. É a briga, os gritos, o falar alto que lhes machuca e faz com que elas enterrem suas cabeças em seus travesseiros e chorem, porque elas não costumam ver a resolução de conflitos.

3. Insultar seus filhos e às vezes até bater neles

Aquele velho ditado que diz “paus e pedras podem quebrar meus ossos, mas palavras nunca vão me machucar”, não é verdade. Insultar seus filhos, chamando-os de preguiçosos, não bons o suficiente, vagabundos sem valor, pode cortar o coração. Examine-se e veja se você está usando nomes insultuosos quando você repreende seus filhos. Se assim for, pare com isso! Os nomes que os chama machucam muito mais do que você pode perceber. Não irá inspirá-los a serem melhores. Se acha que vai adiantar alguma coisa, vai ter o efeito oposto.

Se você está batendo nos seus filhos, você está lhes ensinando que bater é um comportamento aceitável. Não é, nem de você nem deles! Você pode ser firme em sua disciplina, sem ferir seus filhos. Estabeleça limites com seus filhos ao ser amável, gentil, respeitoso e firme. Os resultados serão muito mais positivos e eles não vão acabar chorando até dormir.

Dê aos seus filhos o amor que eles merecem. Diga-lhes que você os ama com palavras e comportamentos carinhosos. Eles vão lhe amar para sempre.

***

Traduzido e adaptado por Sarah Pierinado original 4 things parents do that cause their children to secretly cry in the night.

Nota da CONTI outra: Atentem-se que a matéria alerta para a sobrecarga de coisas com as quais as crianças ainda não estão totalmente prontas para lidar. O contrário, que seria poupá-las de tudo, pode ser tão prejudicial quanto o excesso.

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS