14 filmes reais absolutamente imperdíveis para amantes de psicologia

O cinema se debruçou com maestria sobre transtornos mentais para compor suas películas. Existe hoje uma lista quase infinita de filmes que tratam deles, no entanto, escolhi mostrar aqui apenas filmes baseados em fatos reais, cujos personagens de carne e osso, tiveram suas vidas marcadas por transtornos psicológicos. Alguns filmes estão disponíveis na Netflix, outros na internet, mas absolutamente todos são imperdíveis para quem se interessa por psicologia, psiquiatria e psicanálise.

1 – Amadeus (1984) / Transtorno Bipolar

Após tentar o suicídio, Antonio Salieri resolve confessar a um padre que foi o responsável pela morte do gênio Wolfgang Amadeus Mozart, contando em detalhes como conheceu, conviveu e lentamente viu crescer seu ódio pelo jovem criativo que, segundo ele, compunha como se sua música tivesse sido abençoada pelo próprio Deus. Baseado na peça de Peter Shaffer e com o roteiro escrito pelo próprio Shaffer, “Amadeus” nos conta a vida de Mozart sob o ponto de vista de Salieri, um compositor de talento que jamais conseguiu se igualar à genialidade de Mozart. Nesse filme é possível notar em várias cenas que Mozart tinha o que hoje os psiquiatras chamam de Transtorno Bipolar. Disponível na Netflix.

2 – Gia – Fama e Destruição (1998) / Personalidade Borderline

Quando Gia Carangi (Angelina Jolie) chegou a Nova York pela primeira vez, ela era apenas mais um rosto bonito em busca do sonho de se tornar modelo. A personalidade eletrizante e a potente sexualidade de Gia rapidamente a colocaram no caminho das capas das revistas mais caras. Mas ser amada pelo mundo não foi suficiente para impedir que o desejo de Gia a levasse a lugares perigosos. Gia Carangi provavelmente era vítima de Transtorno de Personalidade Limítrofe (ou Borderline), não diagnosticado na época. Filme ótimo com atuação maravilhosa de Angelina Jolie.

3 – Garota Interrompida (1999) / Personalidade Borderline e Sociopatia

Em 1967, após uma sessão com um psicanalista que nunca havia visto antes, Susanna Kaysen foi diagnosticada como vítima de Transtorno de Personalidade Limítrofe (ou Borderline). Enviada para um hospital psiquiátrico, onde viveu nos dois anos seguintes, ela conhece um novo mundo, de jovens garotas sedutoras e transtornadas. Entre elas está Lisa Rowe, uma charmosa sociopata que organiza uma fuga com Susanna, Georgina e Polly, com o intuito de retomarem suas vidas. O filme foi baseado no livro biográfico, de mesmo título, escrito por Susanna no qual ela relata suas experiências em um hospital psiquiátrico na década de 60.

4 – Iris (2001) / Alzheimer

Esse filme conta a história de amor entre a novelista e filósofa Iris Murdoch e seu marido, o professor de Oxford John Bayley, narrada em duas épocas distintas: na juventude, quando se conheceram, e na velhice, quando Iris sofre do mal de Alzheimer. Nesse filme a frase “até que a morte os separe” é levada a sério pelos protagonistas que se amam de forma irrestrita nos dias bons e nos dias mais difíceis.

5 – Uma mente brilhante (2001) / Esquizofrenia

John Nash é um matemático prolífico com uma carreira acadêmica respeitável. Nash resolveu na década de 1950 um problema relacionado à teoria dos jogos, o que lhe garantiu grande prestígio. No entanto, ao ser chamado para fazer um trabalho de criptografia para o Governo dos Estados Unidos, Nash passa a ser atormentado por delírios e alucinações. Diagnosticado como esquizofrênico, e após várias internações, ele precisará usar toda a sua racionalidade para distinguir o real do imaginário. Filme imperdível baseado na biografia de John Nash escrita por Sylvia Nasar.

6 – As horas (2001) / Depressão

Esse filme é um tratado sobre a depressão. Virginia Woolf está paralisada como escritora em toda a ação do filme. Já a personagem vivida por Julianne Moore, a americana típica dos anos 50, tem uma família comum, uma vida comum, tudo em um cenário neutro, sem conflitos, e vive mergulhada em uma depressão que parece contraditória à felicidade vendida pelo “american way of life”. E por fim vemos no filme a belíssima Meryl Streep como uma descolada mulher nova-iorquina que tem uma companheira compreensiva, uma filha adorável e um antigo amor à beira da morte e que também sofre de depressão. Dentre outras coisas, o filme é extremamente feliz ao mostrar como o entendimento da depressão modificou-se com o passar dos anos.

7 – Prenda-me se for capaz (2003) / Transtorno de personalidade antissocial (sociopatia)

Frank Abagnale Jr. (Leonardo DiCaprio) já foi médico, advogado e co-piloto, tudo isso com apenas 18 anos. Mestre na arte do disfarce, ele aproveita suas habilidades para viver a vida como quer e praticar golpes milionários, que fazem com que se torne o maior ladrão de banco da história dos Estados Unidos com apenas 17 anos. Mas em seu encalço está o agente do FBI Carl Hanratty (Tom Hanks), que usa todos os meios que tem para encontrá-lo e capturá-lo. Atualmente Frank William Abagnale Jr. preside a Abagnale and Associates, uma empresa de consultoria contra fraudes financeiras. O filme foi baseado em uma biografia sua não autorizada. O comportamento de Frank nos leva a crer que ele sofre de Transtorno de personalidade antissocial (sociopatia). Disponível na Netflix.

8 – Jornada da alma (2003) / Transtorno de personalidade histriônica

Em 1905 Sabina (Emilia Fox), uma jovem russa de 19 anos que sofre de histeria (transtorno de personalidade histriônica), recebe tratamento em um hospital psiquiátrico de Zurique, na Suíça. Seu médico, o jovem Carl Gustav Jung (Iain Glen), aproveita o caso para aplicar pela primeira vez as teorias do mestre Sigmund Freud. A cura de Sabina vem acompanhada de um relacionamento amoroso com Jung. Após alguns anos ela volta à Rússia, tornando-se também psicanalista e montando a primeira creche que usa noções de psicanálise para crianças. Décadas após sua morte, ela tem sua trajetória resgatada por dois pesquisadores.

9 – Loucos de amor (2005) / Síndrome de Asperger

Donald Morton (Josh Hartnett) e Isabelle Sorenson (Radha Mitchell) sofrem da síndrome de Asperger. Donald trabalha como motorista de táxi, adora os pássaros e tem uma incomum habilidade em lidar com números. Ele gosta e precisa seguir um padrão em sua vida, para que possa levá-la de forma normal. Entretanto ao conhecer Isabelle, em seu grupo de ajuda, tudo muda em sua vida, pois ele se apaixona por ela. O filme foi inspirado na vida real do casal Jerry Newport e Mary Meinel (agora Mary Newport).

10 – O aviador (2005) / TOC – Hipocondria

Howard Hughes (Leonardo DiCaprio) ficou milionário já aos 18 anos, devido à herança que seu pai, um inventor texano, deixou para ele. Pouco depois se mudou para Los Angeles, onde passou a investir na indústria do cinema. Hughes ajudou a carreira de vários astros, como Jean Harlow, e ainda trabalhou em filmes de grande sucesso, como “Hell’s Angels”, o qual dirigiu. Paralelamente se dedicou a uma de suas maiores paixões, a aviação, e se envolveu com atrizes como Katharine Hepburn e Ava Gardner. DiCaprio dá a Howard Hughes um tom perfeito, extremamente cuidadoso nos pequenos detalhes, principalmente em suas crises hipocondríacas. A cena em um banheiro, por exemplo, onde lava as mãos com seu próprio sabonete, usa uma tolha limpa e fica esperando que alguém abra a porta para sair sem tocar na maçaneta é impressionante.

11 – Sybil (2007) / Transtorno de múltiplas personalidades

Nesse filme Sybil é uma estudante da universidade de Columbia que sofre de transtorno dissociativo de identidade. A psiquiatra Cornelia Wilbur é a encarregada do caso da jovem e durante o tratamento descobre vários abusos sofridos por sua paciente no passado. Sybil é um filme baseado no livro de 1973, de mesmo nome, escrito por Flora Rheta Schreiber no qual é contada a história de Shirley Ardell Mason, nascida em 1923 no estado de Minnesota. Sua história é o mais famoso caso de personalidade múltipla já registrado.

12 – Temple Grandin (2010) / Síndrome de Asperger

Esse filme é uma cinebiografia da jovem autista Temple Grandin (Claire Danes). Ela tinha uma maneira particular de ver o mundo, o que a fez se distanciar das pessoas, mas isso não a impediu de conseguir, dentre outras coisas, seu doutorado. Com uma percepção de vida totalmente diferenciada, dedicou-se aos animais e revolucionou os métodos de manejo do gado com técnicas que surpreenderam experientes criadores. O filme é uma lição de vida e a atriz Claire Danes está sensacional nele.

13 – Sete dias com Marilyn (2010) / Personalidade Borderline

Em 1956 quando Arthur Miller, o novo marido de Marilyn, deixa a Inglaterra, Colin (Eddie Redmayne), um auxiliar de estúdio, decide mostrar a ela os prazeres da vida britânica. Essa torna-se uma semana idílica na qual Colin convive com uma grande estrela ansiosa para fugir dos holofotes de Hollywood. A protagonista que vemos no filme (Michelle Williams) é tão linda e sensual, quanto insegura e volátil. Assim era Marilyn na vida real. Muito da vida de Marilyn nos leva a crer que ela era vítima de Transtorno de Personalidade Limítrofe (ou Borderline), algo evidente no filme. Disponível na Netflix.

14 – Sentimentos que curam (2015) / Transtorno Bipolar

A história gira em torno do casal formado por Ruffalo e Zoe Saldana, que teve duas filhas apesar do fato dele ser maníaco-depressivo desde jovem. Esse é um filme autobiográfico. A diretora Maya Forbes se baseou na história real de seu pai, Donald Cameron Forbes, para escrever o filme no qual é interpretada pela própria filha na vida real. Maya quis fazer um retrato afetuoso do pai e conseguiu. No filme vemos a história de um homem com transtornos psicológicos que é salvo pelo amor. O efeito colateral dessa abordagem pode estar na visão demasiadamente romantizada da bipolaridade, mas o filme vale muito a pena.

Acompanhe a autora no Facebook pela sua comunidade Vanelli Doratioto – Alcova Moderna.

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Vanelli Doratioto
Vanelli Doratioto é uma escritora paulista, amante de museus, livros e pinturas que se deixa encantar facilmente pelo que há de mais genuíno nas pessoas. Ela acredita que palavras são mágicas, que através delas pode trazer pessoas, conceitos e lugares para bem pertinho do coração.

COMENTÁRIOS