13 regras para controlar as emoções

Se não entendemos como nossas emoções afetam nossas vidas, e não temos meios para dominá-las, nossos dias podem se transformar em uma montanha russa. Todos nós precisamos saber quais são os nossos gatilhos emocionais – e desenvolver estratégias para evitar que eles sejam acionados – de modo que possamos permanecer equilibrados.

1. Tenha um tempo de desabafo. Arrume um horário semanal para relaxar. Faça o que gosta de fazer – escutar música em volume alto, ir ao campo de futebol, ir a uma festa – para se livrar do estresse de um modo seguro.

2. Recarregue suas baterias. Muitos adultos precisam gastar algum tempo, todos os dias, sem o sentimento de culpa. Chame esse tempo de “tempo de recarga de minhas baterias”. Tire uma soneca, veja TV, ou medite.

3. Escolha algum bom “vício”, tal como exercícios.

4. Compreenda suas mudanças de humor. Saiba que seu humor vai mudar, não importa o que esteja acontecendo à sua volta. Não perca tempo procurando a causa ou alguém para culpar. Foque no aprendizado da tolerância de um mau humor, sabendo que ele também vai passar – e encontre maneiras para fazer com que ele passe logo. Envolva-se em alguma atividade nova, de preferência uma que inclua pessoas – tomar café com um amigo, jogar tênis, juntar-se a um grupo de leitura – ajudará.

5. Imagine cenários para lidar com os inevitáveis tédios. Tenha uma lista de amigos para conversar. Selecione alguns vídeos que sempre lhe dão prazer e que o distraiam. Tenha um saco de pancadas ou um travesseiro pronto para quando tiver uma energia raivosa. Ensaie uma conversa interior, tal como “Você já esteve assim antes. Logo passará.

6.  Espere a depressão depois do sucesso. Muitas pessoas se queixam de sentimentos de depressão depois de um grande sucesso. Isso é por que o estímulo da caça, do desafio ou da preparação se esgotou. A proeza foi realizada.

7. Use intervalos, como se faz com as crianças. Quando estiver enraivecido ou super-estimulado, deixe o local, vá dar uma volta no quarteirão e se acalme.

8. Evite terminar um projeto prematuramente, assim como um conflito, um negócio ou uma conversa. Não abandone a luta tão cedo, mesmo que você queira.

9. Saboreie seus momentos de sucesso. As pessoas têm o mau hábito de se esquecem de seus sucessos.

10. Exercite-se vigorosa e regularmente. O exercício gasta o excesso de energia e de agressividade, acalma a mente, estimula o sistema hormonal e neuroquímico de um modo terapêutico, e alivia e acalma o corpo. Faça da atividade física algo alegre, de modo que você possa aderir a ela para o resto de sua vida.

11. Programe atividades com os amigos. Conserve sua aderência a esses programas com toda a fé.

12. Encontre e se junte a grupos nos quais você seja querido, apreciado, compreendido, desfrutado. Por outro lado, não fique muito tempo onde você não é compreendido ou apreciado.

13. Pratique cumprimentos. Tire um tempo para notar as outras pessoas e falar com elas. Obtenha treinamento social se você achar que precisa disso.

Por Edward Hallowell, M.D., texto adaptado para adultos sem TDAH

Fonte indicada: TDAH Dourados

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS