12 sintomas perigosos nas crianças que você jamais deve ignorar

Por Renata Finholdt

Quando a criança adoece sempre fica a dúvida, devo levar ao médico ou devo aguardar para verificar como este quadro evolui? Conheça alguns motivos para não perder tempo e procurar a emergência médica.

Quando nos tornamos pais a preocupação com o bem-estar de nossos filhos é uma de nossas prioridades. Quando são acometidos de alguma doença nossa preocupação aumenta ainda mais, pois ver o sofrimento de nossos filhos sem ter como ajudá-los a melhorar dói ainda mais nos pais.

Na verdade, ao primeiro sinal de que algo está diferente do normal, já temos o desejo de levar ao especialista e de alguma forma livrá-los daquele sofrimento, no entanto, muitas vezes quando são acometidos de alguma enfermidade nem sempre é possível detectar nos primeiros momentos, alguns dias de espera comumente são necessários para detectar realmente a doença.

Porém, há alguns casos em que a ida ao médico rapidamente se faz necessária, abaixo você poderá ver alguns destes momentos.

1. Febre alta

Quando se tratar de um bebê até três meses de idade uma febre alta já é considerada quando o termômetro acusar trinta e oito graus Celsius. Acima desta idade até os seis meses de vida uma febre alta já pode ser considerada acima de trinta e oito e três. Para crianças maiores trinta e nove é considerada febre em que o contato com o pediatra deve ser feita.

Vale lembrar que mais do que o grau apresentado no termômetro é importante considerar a disposição e hidratação de seu pequeno, se a febre estiver ainda baixa, mas a criança estiver muito indisposta contate seu pediatra.

2. Febre de longa duração

Se mesmo após quatro horas de uso de medicamentos antitérmicos a febre não tiver baixado ou se mesmo com o tratamento a febre (mesmo sendo baixa) não ceder em até cinco dias, é hora de procurar ajuda médica

3. Febre associada a dor de cabeça

Muita atenção se a queixa de seu pequeno for de dor no pescoço, torcicolo ou dor de cabeça associado a febre, pois estes sintomas muitas vezes podem estar associados a meningite, uma doença grave e muito rápida.

4. Manchas vermelhas sobre a pele

De reação alérgica a uma série de doenças esse tipo de sintoma precisa ser examinado para que o tratamento adequado possa ser iniciado. Se verificar quaisquer manchas, procure um pediatra.

5. Pintas irregulares

O ideal é que você faça uma verificação mensal no corpo de seu pequeno para detectar pintas que possam ser irregulares, com bordas irregulares ou em crescimento. Se encontrar algo deste tipo procure ajuda médica.

6. Súbita dor de estômago

Se seu pequeno se queixar de dor ao redor do umbigo, ou na lateral direita do abdômen leve ao pediatra, principalmente se estas queixas estiverem associadas a outros sintomas, como vômito, diarreia, pois pode ser um sinal de apendicite, uma doença que avança rapidamente, mas que se diagnosticada rápido tem um processo de cura mais tranquilo.

7. Dor de cabeça com vômitos

Se esta for a queixa de seu pequeno procure seu pediatra, enxaquecas não são incomuns em crianças, mas estes sintomas precisam ser examinados com mais cautela.

8. Urina diminuída

Este sintoma associado à boca seca, palidez, vômito, diarreia pode ser um sinal de desidratação. Se perceber palidez e apatia chame a emergência ou procure o hospital mais próximo.

9. Lábios azuis

Este sinal pode estar associado à dificuldade respiratória, você pode perceber que seu pequeno está ofegante e com o peito emitindo uma espécie de chiado. Trata-se de um problema respiratório, causado por uma reação alérgica ou até mesmo crise de asma. Neste caso procure a emergência mais próxima para que os primeiros socorros possam ser feitos.

10. Inchaço no rosto, língua ou lábios

Sinais característicos de um quadro alérgico forte. Contate seu médico para verificar se ele indica algum medicamento antes de chegar ao médico e leve rapidamente a criança para uma emergência médica.

11. Vômito após queda

Principalmente quando se trata de um bebê, este pode ser um quadro de emergência neurológica, de qualquer forma se seu filho apresentar este sintoma, não perca tempo, leve ao médico.

12. Sangramento excessivo

Se houver um corte em que o sangramento não cessa mesmo após alguns minutos de pressão ou se a proporção do mesmo for grande leve a criança para emergência médica para que a assepsia correta bem como tratamento possam ser adequados.

Um ou mais desses sintomas devem ser observados de perto. Ao levar à emergência ou procurar um pediatra especialista, pode até ser que não signifiquem algo tão grave, mas o melhor é tirar a dúvida do que ficar com ela. Se, mesmo após a visita à emergência, a situação piorar ou os sintomas não passarem, consulte sempre uma segunda opinião.

Fonte indicada: Família

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS